fbpx
Categoria

Mensageria

Categoria

Mensagem de voz: como funciona o serviço de fonada da TWW?

Atualmente, é comum que as organizações necessitem de diversos canais de comunicação, sendo que um deles é a mensagem de voz. Nesse sentido, o serviço de fonada complementa o do SMS. Uma vez que, ainda que a sociedade se torne cada vez mais digital, a voz sempre vai realizar um trabalho competente.

Vale destacar que, quando falamos em voz, agregamos o pessoal mais idoso ou, às vezes, quem não pode trabalhar com o celular ao lado. Sendo assim, ao utilizar o serviço de fonadas, também chamado de mensagem de voz, é possível que a cliente de sua organização tenha a mensagem de texto e a de voz, ao mesmo tempo.

O que é possível fazer com o texto, também é capaz de realizar com a voz. Assim, é possível utilizar chatbot, captar dados, realizar interações ou elaborar uma mensagem simples, assim como é feito com um SMS comum.

Continue a leitura e saiba como funciona o serviço de fonada da TWW!

Entenda o que é o serviço de fonada da TWW

É preciso salientar que no serviço de fonada, o usuário em vez de receber um SMS, recebe uma mensagem de voz. Essa ligação já tem uma mensagem gravada. Ela pode apresentar um conteúdo simples, em que a pessoa apenas escuta e desliga, ou pode ser uma mensagem que necessite de uma interação, na qual é necessário confirmar um dado pessoal, por exemplo. Essa confirmação das informações solicitadas pode ocorrer por voz ou teclando determinado dígito.

Nesse sentido, a TWW busca por um modelo de fonada que seja o mais parecido com o SMS. Então, o preço é cobrado por ligação, sendo tarifadas somente as ligações atendidas. Isto é, o que não for entregue ou enviado, a TWW não cobra.

Com o intuito de estimular o bom uso da mensagem e para não ser nada longo, a tarifação é de 30 segundos, ou seja, o preço é fixo a cada 30 segundos. Entretanto, às vezes, ocorre uma variação de celular para telefone fixo, mas é sempre um valor unitário por ligação atendida.

É necessário destacar que a gravação pode ser realizada de várias formas, a maneira mais simples é transformar o texto em voz, que é chamado de “text to speech (TTS)”. Em outras palavras, o empreendedor escreve o conteúdo da mensagem e a plataforma da TWW lê e transforma em voz. Essa é uma das maneiras mais eficientes, pois é possível colocar entonação e um conjunto de informações, mesmo redigindo.

Além do mais, a TWW ajuda na elaboração da mensagem, porque a variação da língua é enorme no TTS. Dessa maneira, às vezes, uma acentuação ou um ponto final mudam a entonação e o sentido da mensagem. Logo, a TWW proporciona uma consultoria para que a frase saia correta e consiga transmitir a mensagem desejada.

Conheça os benefícios de fonada para os clientes

As fonadas são muito estratégicas. Visto que, quando se fala em mensagem de voz, a interação acaba por ser mais rápida e eficaz. Isso porque, a pessoa que atender terá uma reação imediata, ou vai desligar ou escutar e interagir.

Quando falamos em mensagem de voz, estamos abordando um canal eficaz, já que o seu negócio saberá exatamente o que aconteceu. Se a pessoa não puder falar na hora, ela desliga e você poderá tentar entrar em contato novamente ou não.

Dessa forma, uma das coisas mais interessantes da utilização da mensagem de voz, é que as empresas conseguem bons resultados. Pois, a maioria dos clientes da TWW apresenta uma grande base de consumidores com telefone fixo e que não podem receber SMS, então eles preferem fazer a comunicação por voz. Então, a fonada é capaz de abranger mais indivíduos, pois comunica com aparelhos fixos e móveis.

Outra vantagem está relacionada com o público mais idoso que, muitas vezes, não consegue receber uma mensagem de texto ou apresenta dificuldade para visualizar. Em vista disso, a mensagem de voz abrange as necessidades dos clientes de sua empresa e alcança ótimos resultados.

Além disso, a TWW faz com que as organizações tenham um maior número de ligações atendidas. Assim, elas deixam que um mesmo número realize as ligações. Ou seja, se a organização contratou um canal de voz com a TWW, todas as suas mensagens serão efetuadas de um mesmo discador.

Por exemplo, não vai acontecer de um celular com DDD(11) receber ligação de um número com DDD(21), visto que muitos clientes não atendem números de outra localidade. Desse modo, essa ação minimiza a recusa da mensagem de voz.

Com a finalidade de conseguir resultados perfeitos, a TWW divulga o mesmo número pelo SMS, comunicando que “a marca X vai falar com você por voz também, cadastre esse telefone em sua agenda”. Como o consumidor cadastra, ele saberá que sua empresa deseja se comunicar com ele. Por consequência, é possível fidelizar diversos clientes para a sua marca.

Fique por dentro dos diferenciais da TWW

Um dos maiores diferenciais da mensagem de voz proporcionado pela TWW é o atendimento. As empresas terão consultorias para realizar as campanhas, ajuda para disparar e auxílio para gravar. É importante destacar que muitas empresas não querem utilizar a voz de seus colaboradores, então, a TWW tem alguns profissionais aptos para realizar a gravação da mensagem.

Além do mais, existem elementos complexos dentro da plataforma da TWW. Na questão da interação por voz, existe uma inteligência artificial que funciona por trás e capta as variações da língua. Assim, a sua empresa também dispõe desse recurso.

Outro importante diferencial da TWW é a parte dos relatórios, o cliente transmite os dados, a organização redige as informações em um texto e a plataforma transforma em relatório. Assim, os processos de mensagens ficam mais simples e satisfatórios.

Portanto, a mensagem de voz é um canal que se restabeleceu. A TWW sempre teve o serviço de fonadas, porém, nos últimos anos ele se tornou algo mais estratégico e eficiente. Sendo assim, esse é um canal a mais que as empresas podem ter, com ele, é possível atingir todo o tipo de público.

Nosso artigo foi esclarecedor e útil para você? Ficou com alguma dúvida ou gostaria de ter mais informações? Então, entre em contato conosco! Será um prazer atendê-lo.

Mensagem de voz: entenda como essa tecnologia pode ajudar sua empresa

Obter novos clientes não é uma tarefa simples e se torna ainda mais complicado quando o atendimento é realizado pelo telefone, visto que vender por esse meio requer habilidades extras e específicas. Entretanto, conquistar novos consumidores por mensagem de voz não é impossível.

É importante destacar que muitas pessoas estão acostumadas a desligar a mensagem antes mesmo de escutar por inteira. Desse modo, para conseguir a atenção do cliente, é preciso um esforço a mais para gravar um torpedo de voz que chame atenção e convide à resposta.

E, além disso, esse canal proporciona diversos benefícios para a organização, por exemplo, aproximação com cliente, contato personalizado, velocidade nos processos e dentre outros. Continue a leitura e confira mais benefícios e algumas dicas de como usar a mensagem de voz no seu negócio!

Vantagens da mensagem de voz

Com a elevação do uso de smartphones pelo país, a estratégia de mensagem de voz, sem dúvida, se tornou uma das mais maneiras mais eficazes de interação com os clientes. Com a finalidade de ajudar você entender melhor a importância da utilização dessa ferramenta, mostraremos alguns benefícios. Confira!

Pode ser usado para outras atividades

Além de lembretes e cobranças, a mensagem de voz também pode ser usada em outras atividades da empresa. Por exemplo, é possível aproveitar a ferramenta para informar aos consumidores sobre promoções e lançamento de produtos.

Além disso, o torpedo de voz pode ser usado como parte de um planejamento de fidelização do cliente. Assim, a mensagem pode ser enviada para:

  • parabenizar o cliente pelo seu aniversário;
  • comemorar o tempo de relacionamento entre o cliente e a empresa;
  • festejar algum momento especial como natal, ano novo e outros.

Diminuição dos gastos

Outro benefício da utilização do torpedo de voz é a redução nos investimentos necessários para efetuar os atendimentos.

Sem esse recurso, seria preciso a contratação de uma grande quantidade de colaboradores e equipamentos, além da logística, que exige um ambiente adequado para receber um time maior de colaboradores.

Rapidez nos processos

Além dos benefícios mencionados anteriormente, pode-se notar melhorias na velocidade dos processos internos. Enquanto um atendente humano precisa processar e repassar as informações da ligação para os softwares de gestão, um sistema de mensagem de voz realiza isso automaticamente. Isso também reduz os erros provocados por falha humana, visto que os computadores são mais exatos em relação aos dados e as informações.

Dicas de como usar melhor a mensagem de voz

Se a sua empresa necessita de uma mudança rápida em seu panorama, a utilização da mensagem de voz pode ser uma grande solução, já que são programas de fácil implantação e os resultados podem ser observados rapidamente.

Visto que consiste em uma ferramenta imprescindível para alcançar o sucesso desejado, confira a seguir algumas dicas para aplicá-la de maneira eficiente e para atrair novos clientes para o seu negócio.

Use uma linguagem clara e objetiva

A mensagem de voz não é uma novidade no mercado. Atualmente, consiste em um recurso antigo, mas é extremamente importante, visto que possibilita uma comunicação direta com o consumidor.

Para conseguir bons resultados, é preciso que a mensagem de voz seja objetiva e que inclua as informações adequadas. Dessa forma, torna-se muito mais simples o cliente compreender a mensagem e dar um retorno positivo ao negócio.

Envie o torpedo em horário comercial

Uma das vantagens de usar a mensagem de voz para divulgar produtos e serviços da organização é que essa é uma forma não invasiva de entrar em contato com o cliente. Porém, mesmo ao mandar mensagem para o cliente, é fundamental prestar atenção à hora do dia em que o contato será realizado.

O ideal é sempre mandar a mensagem de voz em horário comercial. Dessa forma, a empresa garante que não chateará possíveis clientes, já que não estará enviando torpedo durante os períodos de descanso.

Elabore mensagem de qualidade

É necessário que o texto da mensagem de voz seja criado com qualidade, de forma inteligente e eficiente, ou seja, com a linguagem adequada ao público que deseja atender.

Além disso, para que os torpedos de voz consigam bons resultados é preciso que a voz da mensagem apresente uma boa dicção e entonação, já que esses são os elementos que transmitem confiança e são responsáveis pela identificação do público com o conteúdo da mensagem.

Também é importante que a gravação seja realizada de maneira profissional, isto é, que o candidato conte com a ajuda de um técnico especializado para que o conteúdo seja gravado de forma clara, sem ruído e com qualidade. Dessa forma, o cliente tem mais confiança na empresa e, consequentemente, ela consegue alcançar os resultados desejados.

Conheça bem o seu público-alvo

Para conquistar bons clientes por telefone, o operador de telemarketing precisa saber com quem está falando, ou seja, precisa conhecer o público-alvo da empresa.

Nesse contexto, ele precisa conhecer os seguintes dados da persona: nome, idade, grau de instrução, renda familiar, classe social, local que reside. Para isso, a empresa precisa ter uma estrutura de dados muito boa, que proporcione essas informações para o profissional especializado. Com conteúdo para captar os leads, por exemplo, é possível delinear um perfil dos consumidores.

Elabore um bom script

O atendimento por telefone requer perspicácia, agilidade e pensamento rápido. Isso porque, é necessário prender a atenção do cliente nos primeiros segundos da mensagem.

Desse modo, um script bem produzido, com frases de efeito para despertar o interesse e a atenção do cliente, é primordial. Esse roteiro orienta o que precisa ser falado, como o cliente deve ser tratado, a sequência do assunto e o fechamento.

Portanto, a utilização de mensagem de voz é interessante e pode proporcionar bons resultados. Entretanto, para que ocorra o sucesso completo da estratégia, é fundamental contar com ajuda de organizações especializadas na área, que atuam no mercado de cobrança e utilizam o torpedo de voz como uma das suas ferramentas. Portanto, não fique para trás, avalie as informações abordadas e feche parceria com uma boa empresa.

E aí, o que achou do post? Foi útil para você? Quer continuar aprendendo mais sobre o assunto? Assine nossa newsletter e receba outros artigos relevantes direto na caixa de entrada do seu e-mail!

Saiba agora mesmo como aumentar o opt in com essas 6 dicas

Os canais de comunicação e comportamentos de consumo mudaram significativamente nos últimos anos, fazendo que o antigo marketing interruptivo e de intrusão perdesse a força e aceitação. Na atualidade, para uma campanha de opt in — processo em que os contatos optam por receber as mensagens enviadas por uma empresa —, seja por e-mail ou SMS, é fundamental obter a autorização dos clientes para contatá-los e oferecer os seus produtos e serviços.

Se antes as empresas disparavam mensagens aleatórias e obtinham resultados favoráveis, hoje em dia essa prática pode comprometer a imagem da sua organização. É necessário adotar uma estratégia de opt in com táticas eficientes e que não gerem rejeição. Dessa forma, é possível saber quem são os clientes interessados em receber o seu conteúdo, promover a sua marca positivamente e aumentar o interesse do público-alvo pelas soluções que ela disponibiliza no mercado.

Quer ampliar a sua lista de contatos de maneira espontânea? Confira, a seguir, como melhorar o seu processo de opt in!

1. Faça uma comunicação integrada com e-mail

Muitas empresas pedem o endereço de e-mail dos clientes na hora em que preenchem um formulário. Depois de serem verificados, esses contatos podem ser utilizados em campanhas que incentivam a inscrição para o recebimento de SMS Marketing, solicitando opt in em troca de vantagens concedidas pela companhia.

É importante que você deixe bem claro como o seu público pode escolher receber informações e conteúdos da empresa. Destaque todos os benefícios que os clientes terão acesso ao assinarem a lista de opt in, como descontos exclusivos ou visualização antecipada dos lançamentos de novos produtos.

Informe, com riqueza de detalhes, o número e a mensagem que o consumidor deve enviar do seu celular para começar a receber os conteúdos.

2. Utilize as mídias sociais

Na era digital, as mídias sociais atuam na educação dos clientes com relação ao valor de marca das empresas. Porém, ao postar informações em diversos canais, a companhia não colhe os resultados projetados quando o público-alvo solicita o recebimento de informações via mensagem de texto.

Nesse sentido, há a necessidade de realizar uma abordagem consistente, instruindo os usuários da rede sobre como se cadastrar na lista de opt in, em todos os canais digitais. Pode-se escolher plataformas de redes sociais, como Instagram, Twitter, Facebook e Pinterest, além de fóruns, blogspots e demais espaços utilizados para comunicar-se com os clientes.

Para tal, é imprescindível treinar a sua equipe adequadamente para responder às consultas e questionamentos dos usuários quando surgirem dúvidas sobre o processo de inscrição no opt in do SMS Marketing.

3. Crie ofertas exclusivas para quem se cadastrar

Mesmo que as mídias sociais abordem vendas futuras e peçam para que os clientes se inscrevem, nem todas conseguem estimular o opt in. Afinal, você está pedindo o número de contato pessoal das pessoas, e algumas podem ficar receosas quanto ao fornecimento desse dado.

Nesse contexto, é preciso formular pedidos mais atraentes para que o cliente se cadastre na sua lista de contatos. Uma tática bastante eficaz é a criação de ofertas exclusivas, com descontos e benefícios extras para quem se inscrever.

Que tal preparar uma campanha promocional com cupom de desconto? Funcionaria assim: a empresa cria um cupom, que deve ser enviado por texto para o número do celular informado para que a promoção seja ativada.

Ao enviar o acesso a conteúdos e promoções exclusivos, muitas empresas atingem ótimos resultados e turbinam a sua campanha de opt in, aumentando as chances de as pessoas escolherem espontaneamente estar em contato com elas.

4. Aposte em um conteúdo que seja relevante para a persona

De nada adiante conseguir o contato do cliente e enviar mensagens regularmente se esse conteúdo não for relevante para o destinatário, pois isso não vai gerar conversões de vendas. Portanto, é crucial estudar o perfil do seu consumidor, montar uma persona e enviar mensagens que vão ao encontro de seus objetivos e necessidades.

Uma única empresa pode ter perfis diferentes de clientes, logo é necessário ter personas diferentes. Assim, você poderá enviar promoções e informações sobre os seus produtos e serviços que, de fato, são importantes para cada grupo de consumidores, o que aumenta consideravelmente as possibilidades de fechar novas vendas.

5. Pense na apresentação do anúncio

Muitas pessoas desistem de se cadastrar no opt in porque não entendem as instruções dadas pela empresa. Para evitar esse problema, esclareça qual é o passo a passo que o cliente tem que seguir para concluir o objetivo que você determinou, da maneira mais simples e ágil possível.

Para fazer isso, você pode fazer uso do shortcode e uma palavra-chave. Por exemplo, ‘’Escreva SEND para 536424 e ganhe 10% de desconto na sua próxima compra’’. Tenha o cuidado de checar se a mensagem principal é o foco do anúncio feito e se pode ser localizada com facilidade. A tendência é que as pessoas respondam melhor quando há a combinação desse elemento com ofertas no anúncio.

6. Garanta a desinscrição do cliente

Toda empresa deve oferecer uma alternativa de desativação levando em consideração a otimização do opt in para que os clientes sintam-se seguros ao selecionar o recebimento de mensagens. Essa postura evidencia que a empresa preza pelo respeito e liberdade do consumidor, pois se ele não quiser mais fazer parte da sua lista de contatos, bastará alguns cliques para cancelar a sua participação.

O opt in do SMS Marketing é uma das formas mais eficientes de construir uma lista coerente com o contato do seu público-alvo. Essa modalidade não só levanta informações sobre as preferências, como também ajuda no planejamento e aperfeiçoamento das campanhas de marketing.

Porém, é preciso tomar alguns cuidados com o envio de mensagens para os clientes da lista de opt int, uma vez que as normas regulatórias são bem rígidas e podem multar a sua empresa quando esse processo é feito de forma irregular, Para que isso não aconteça e para melhores resultados, uma boa saída é contar com a ajuda de plataformas especializadas nesse serviço.

Quer impulsionar a sua estratégia da opt in? Entre em contato com a TWW do Brasil e descubra como podemos te ajudar!

Aprenda a conquistar novos clientes através da comunicação digital!

O acúmulo sucessivo de tecnologias foi substituído por uma visão mais abrangente e globalizada, associada a uma dimensão otimizada e estratégica, conhecida como comunicação digital. Ela tem sido integrada ao ambiente corporativo e, mesmo que não seja mais uma grande novidade, é uma das grandes inovações do mercado moderno, compondo-se de um ambiente que atua nas três dimensões digitais (dispositivos móveis, web e redes sociais).

Por isso, neste artigo você vai entender quais são os principais pilares da comunicação digital e as vantagens de investir na mais requisitada forma de se comunicar no mundo. Continue a leitura e confira!

Quais são os pilares da comunicação digital?

De fato, planejar uma estratégia de comunicação digital também envolve outros projetos customizados, tais como:

  • mudança de imagem;
  • transição;
  • melhoria da reputação,
  • gerenciamento de crises, entre outros.

Assim sendo, existem diversas ferramentas que podem ser utilizadas para atingir esses objetivos, aplicando-as de acordo com cada caso. Alguns exemplos são:

  • criação de sites;
  • assessoria de imprensa;
  • newsletter;
  • e-mail marketing;
  • monitoramento e gerenciamento das mídias sociais;
  • melhor ranqueamento no Google etc.

Contudo, os principais pilares que jamais podem faltar em sua estratégia de comunicação são os quatro que relacionamos a seguir. Veja:

Engajamento

Engajamento é quando as marcas criam um relacionamento emocional e profundo com o seu público a fim de se tornarem mais próximas dele. Nesse sentido, seu objetivo é alcançar a fidelidade do possível cliente, e isso é feito por meio de:

  • campanhas de marketing;
  • estratégias de conteúdos;
  • marketing de relacionamento;
  • redes sociais, entre outros métodos.

Relacionamento

Criar, estreitar e manter uma relação com os usuários é algo crucial. Hoje em dia, as redes sociais estão aí para facilitar esses processos. Pessoas seguem marcas porque desejam se expressar, ser ouvidas por elas, bem como porque querem receber sugestões de produtos e serviços, ficar por dentro das principais novidades, ler notícias sobre a marca e sobre o cenário no qual ela está inserida.

Conteúdo

Muitos websites são abandonados pelos donos ou até mesmo fechados e isso acontece por uma série de fatores. Um deles é a geração de conteúdos fracos e irrelevantes, mentirosos ou repetitivos. Por isso, um conteúdo bem-elaborado ajuda a reter e a fidelizar clientes, a tirar as dúvidas sobre os produtos vendidos e serviços prestados e ainda trazem dicas e informações de uma maneira completa, sendo ideal para atrair clientes de todos os perfis.

Presença

O conjunto de tudo isso nos leva à presença online. Segundo as projeções do estudo da Visual Networking Index (VNI) Global Mobile Data Traffic Forecast, da Cisco, até 2020, 70% da população mundial estará conectada por meio de dispositivos móveis. Por isso, a presença nesse ambiente deve ser levada a sério.

Assim sendo, o fundamental é que a sua organização interaja com o público e esteja à disposição 24 horas por dia. Da mesma forma, é preciso cativá-lo e provocá-lo a conhecer a sua marca a cada dia um pouco mais.

Quais são as vantagens de investir em melhorias na comunicação digital?

Atualmente, o usuário é mais exigente, quer conteúdo relevante, tem a necessidade de falar com as marcas e não se faz mais presente em apenas alguns sites. Nesse sentido, é preciso entender que o mundo digital está cada vez mais fragmentado.

Para muitos negócios, é essencial investir em estratégias de comunicação a fim de se posicionarem de maneira mais efetiva perante o público e de fidelizá-lo. Dessa forma, você vai ver que o número de contatos e vendas aumentará.

No entanto, caso a instituição não se comprometa realmente com práticas mais adequadas, ela poderá diminuir as verbas das ações de marketing quando aparecerem os primeiros desafios. Por isso, é preciso ter em mente todas as vantagens que uma boa comunicação digital é capaz de trazer.

Diferencial em relação à concorrência

Naturalmente, as empresas que se destacam no relacionamento com o cliente alcançam maior visibilidade e reconhecimento. Como os usuários desejam receber suporte efetivo e rápido, eles valorizam muito quando isso acontece. Assim, você se destaca da concorrência e seus clientes se transformam em propagadores da sua marca.

Ampliação da satisfação do cliente

Uma das grandes vantagens de trabalhar a comunicação digital da empresa é ter a oportunidade de estreitar o relacionamento com os clientes. Dessa forma, quando uma empresa entende quem é, de fato, o seu público-alvo e quais são as suas demandas, é provável ela esteja mais bem preparada para utilizar a linguagem de sua preferência e para ajudá-lo.

Com isso, as pessoas terão mais paciência com eventuais falhas da instituição, visto que compreendem que a marca fará tudo o que for possível para resolvê-las e também que se posicionará de maneira transparente diante do público.

Fidelização de consumidores

Tudo isso fará com que o cliente se lembre apenas de sua marca quando precisar de algum produto ou serviço que o seu empreendimento oferece. Isso porque as pessoas nos dias de hoje dão cada vez mais valor às experiências de consumo marcantes e que sejam bem-sucedidas.

Quais são os benefícios do SMS na comunicação digital?

O SMS corporativo é de longe um dos meios de comunicação mais democráticos, visto que independe do modelo de celular, pois até os modelos mais básicos possuem esse mecanismo. Além disso, é assertivo e possui uma alta taxa de leitura.

Se for feita alguma ação de comunicação digital com o uso de uma hashtag e mensagens mobile, a efetividade da campanha de marketing será altíssima. Então, trata-se de uma ferramenta que é capaz de ampliar o alcance da marca com baixo custo e grande potencial de propagação.

Por fim, a comunicação digital ainda tem muito para expandir, para ensinar e para realizar, e toda empresa que busca por inovação precisa se atentar às novidades. Afinal, a gestão da organização tem que pensar estrategicamente a marca e como o público-alvo vai interagir com ela e com seus produtos na web a fim de aumentar as negociações no ponto de venda.

Gostou deste artigo? Então continue a visita no blog e conheça também as seis informações importantes sobre o mercado mobile que você precisa saber!

Inteligência comercial: tudo o que você precisa saber sobre isto!

Em um mercado altamente competitivo, as empresas necessitam traçar estratégias para poderem se reinventar e se destacar perante a concorrência. É nesse contexto que as organizações tendem a focar mais na qualidade do que na quantidade, sair da mesmice, investir em estratégias diferentes e apostar em ações que consigam fidelizar clientes e mensurar resultados para trabalhar naqueles pontos que podem ser melhorados.

Hoje, há diversas ferramentas para que o negócio consiga fazer a análise de dados, consultá-los e estabelecer melhorias para alcançar as metas de maneira mais eficiente.

A inteligência comercial se concentra justamente nesse ponto: analisar informações quantitativas e qualitativas com o objetivo de aumentar os resultados. 

Pensando nesse aspecto, elaboramos este post para que você entenda o que é a inteligência comercial, por que ela é importante para a empresa, como colocá-la em prática, suas principais vantagens, entre outros pontos. Continue a leitura e entenda!

O que é inteligência comercial?

Devido à competitividade do mercado —já mencionada —, uma empresa, para se estabelecer e se destacar, precisa traçar estratégias e entender o que está sendo feito na concorrência. No entanto, não basta apenas se apoiar em “achismos” e adotar aquilo que vem dando certo em outras organizações. É preciso considerar a sua realidade, a realidade da concorrência e analisar as informações para adaptá-las e aplicá-las em seu negócio.

Sendo assim, a inteligência comercial vai utilizar as informações disponíveis no mercado de maneira inteligente. Devido às diversas ferramentas existentes e com o apoio da tecnologia que vem sendo cada vez mais aprimorada, você terá em mãos dados não apenas da concorrência, mas também dos seus clientes, dos potenciais clientes, além de informações precisas sobre a sua marca.

Após o cruzamento dessas informações, você terá algo valioso em mãos. A partir da análise dessa coleta, é possível estabelecer ações e estratégias a fim de aumentar constantemente os resultados de seu negócio, contribuindo para atingir as metas e cumprindo o que o planejamento estratégico se propôs.

Como está muito ligado às ações de marketing, esse processo foi implementado inicialmente nessa área, com o objetivo de segmentar as listas e prospectar clientes de forma mais eficiente. Mas esse conceito se expandiu e foi ao encontro do que grande parcela das empresas já tem feito: a união das equipes de marketing e vendas.

Como o marketing é considerado uma das etapas anteriores à concretização das vendas, que nutre o relacionamento com o cliente e o auxilia até o momento de fechar negócio, é essencial que, na inteligência comercial, as áreas também estejam interligadas.

Logo, essa estratégia tem sido adotada como uma ferramenta administrativa, apresentando o desempenho e estabelecendo ações que vão gerar impacto ao negócio. Assim, será possível prevenir erros e otimizar resultados.

Por que ela é importante para sua empresa?

É essencial que a empresa possa entender o cenário no qual está inserida. Imagine só a seguinte situação: você tem um negócio no ramo da educação e uma instituição concorrente está se destacando com suas estratégias.

A partir desse conhecimento, sua gestão precisa entender: o que ela tem feito para se destacar? Quais os métodos utilizados por ela para que atraia mais clientes? Quais são os principais canais que ela vem utilizando e que vêm trazendo resultados? É necessário um lançamento de produtos para se aproximar dos resultados obtidos por esse negócio?

A partir de informações como essas, é possível direcionar suas estratégias e facilitar a tomada de decisão. No entanto, como dito, é fundamental considerar elementos que condizem com a realidade de seu negócio. Por essa razão, a análise de dados vai servir para alimentar o seu planejamento e avaliar as iniciativas de sua empresa que contribuirão para insights que vão definir os rumos da organização.

Dessa forma, a inteligência comercial está diretamente ligada ao planejamento estratégico. Não se esqueça de que, para isso, o seu plano precisa estar bem alinhado com as diretrizes propostas. Ao elaborar um planejamento eficiente, seu negócio vai favorecer a comunicação, identificar ameaças e oportunidades, garantir a eficiência dos investimentos, além de proteger a empresa contra as mudanças do mercado.

A partir da estratégia de inteligência comercial, você terá dados, gráficos e relatórios com as informações precisas que contribuirão para que os objetivos sejam alcançados.

Qual a diferença entre inteligência comercial e inteligência competitiva?

O conceito desses dois termos pode até ser parecido, mas é preciso que o profissional saiba diferenciá-los.

Inteligência competitiva

Na inteligência competitiva, as informações coletadas são de determinada empresa concorrente. Ou seja, será uma análise a partir de uma organização do mesmo nicho, algo mais estratégico. Dessa forma, o objetivo da inteligência competitiva, como o próprio nome já diz, é justamente aumentar a competitividade do negócio por meio de informações plausíveis e mensuráveis.

A partir dessa estratégia, os riscos são diminuídos por se constituírem de ações com efeitos a longo prazo. Entre as etapas da inteligência competitiva, destacamos:

  • planejamento — quando a empresa vai entender o problema e quais os procedimentos necessários para alterar o quadro do negócio;
  • coleta — nessa etapa, a organização vai obter dados da concorrência para transformá-los em informações coerentes a fim de estabelecer ações e estratégias;
  • análise — a partir dos dados obtidos, o negócio tem como objetivo analisar as informações. Ou seja, é nesse momento que a inteligência será gerada;
  • disseminação — na última fase do ciclo, a inteligência será formalizada e apresentada de maneira lógica e com fácil absorção.

Inteligência comercial

A diferença da inteligência comercial para a diferença competitiva é bastante clara. Enquanto a segunda tem como objetivo coletar informações da concorrência e evidencia o seu mesmo nicho para estabelecer ações e estratégias, a primeira focará na própria empresa.

Apesar de a concorrência também ter uma certa importância para a coleta de dados, é necessário que o cliente seja o principal objeto para melhorar os resultados da empresa. Assim, será possível entender o comportamento do público para que a venda de produtos e serviços seja mais eficiente.

É necessário entender, no entanto, que, apesar de terem significados diferentes, uma não exclui a outra. Sua organização poderá investir em ambas as estratégias para cumprir as metas estabelecidas.

Como funciona a inteligência comercial?

Ao coletar um extenso volume de dados — tanto dos clientes e potenciais clientes quanto da concorrência —, é preciso entender o que deve ser feito com essas informações. Afinal, de nada adianta obter muito conteúdo se a empresa não o utilizar corretamente, não é mesmo?

O primeiro passo nesse sentido é juntar todos os dados coletados e reuni-los em “pastas” que sejam de mesmo assunto e que se complementam. Por exemplo: informações sobre os clientes, hábitos de compra e grau de satisfação com a empresa podem estar reunidos em um mesmo local. Dessa forma, facilita o acesso da equipe e permite uma organização mais eficiente das informações.

Logo após essa tarefa, o ideal é analisar o conteúdo encontrado e torná-lo mais visualmente compreensível. A equipe responsável pode elaborar slides, fluxogramas, entre outros pontos que vão ajudar a enxergar melhor o que aqueles dados têm a dizer sobre a atual realidade da empresa.

Assim, os líderes poderão interpretar essas avaliações para entender em quais aspectos é possível implantar melhorias e em quais pontos a empresa atua de maneira positiva e que se torna possível trabalhar em outras frentes da mesma maneira visando alcançar o mesmo objetivo.

Logo em seguida, o papel de uma gestão que utiliza a inteligência comercial é justamente monitorar os atuais dados para acompanhar em quais pontos a empresa está se desenvolvendo, fazendo uma comparação com a mensuração inicial. Isso vai contribuir para que o negócio possa elaborar um planejamento mais eficiente, com metas e objetivos plausíveis, permitindo um acompanhamento mensal e/ou semanal para cumprir os objetivos propostos.

Como estruturar um processo de inteligência comercial na empresa?

Agora que você conhece alguns pontos importantes sobre a inteligência comercial, é possível entender como estruturar um processo como esse em sua empresa. Para isso, é necessário conhecer a concorrência, conhecer melhor os seus leads e saber como utilizar as métricas a seu favor. Confira!

Entender a concorrência

Como abordamos em alguns pontos neste artigo, uma das principais vantagens da inteligência comercial e como ela pode trazer benefícios para o negócio é o fato de entender a concorrência e conhecer melhor os principais pontos a serem trabalhados.

Sendo assim, esse tipo de estratégia em um negócio surgiu justamente para saber os diferenciais de quem trabalha no mesmo nicho de atuação, permitindo até mesmo utilizar algumas ferramentas adotadas por outros negócios para ter uma noção sobre como eles podem ser benéficos para a organização.

Vamos abordar um exemplo prático: você constatou que a empresa X, que vende produtos e serviços similares aos que sua empresa oferece, trabalha com a ferramenta Y para organizar melhor os dados dos clientes. A partir disso, você vai analisar os seguintes pontos:

  • essa estratégia pode ser eficiente para o meu negócio?
  • a realidade de minha empresa, os meus clientes e potenciais clientes são semelhantes aos da empresa X?
  • o que analisar ao testar esse tipo de sistema em minha organização?

Ao responder a essas questões e entender que tal ferramenta pode ser positiva para a sua realidade, é possível testá-la para avaliar os resultados. É necessário ter sempre a consciência de que duas empresas podem vender produtos similares, mas abordar públicos diferentes. Portanto, avalie constantemente novas soluções pensando no seu potencial consumidor.

Além disso, por meio da inteligência comercial, é possível abordar clientes dos seus concorrentes, visando sempre entender quais os métodos adotados pelo outro negócio que os levaram a decidir por aquela organização.

Você poderá entender pontos como:

  • o que o cliente busca ao procurar por uma empresa: bom atendimento? Qualidade do produto? Facilidade de compra? Mais de um desses itens ao mesmo tempo? 
  • quanto tempo o cliente ou potencial cliente leva ao se decidir pela compra;
  • quais os principais canais de comunicação utilizados por ele.

Essas são apenas algumas das respostas que você terá ao abordar pessoas que já consomem de sua concorrência.

É preciso, ainda, entender quais são as principais dores e dificuldades que as levaram a optar pelo produto ou serviço para, a partir disso, apresentar as principais soluções até elas antes mesmo que entendam que estão enfrentando determinado desafio.

O envio de conteúdo, por exemplo, é uma maneira de oferecer dicas e informações referentes ao seu mercado. Para isso, o envio de SMS corporativo funciona como uma ferramenta aliada para a estratégia, uma vez que, de forma clara e objetiva, você poderá contribuir para a nutrição e o aprendizado de sua persona.

No entanto, para que a comunicação com o cliente seja de fato eficiente, é preciso que ele tenha autorizado, de alguma forma, esse contato. Afinal, se a sua empresa enviar comunicados e outros tipos de conteúdos sem que tenha a permissão, vai soar como deselegante e fazer até mesmo com que o seu público se afaste da marca.

Ou seja, o ideal é testar essas ações e estratégias com quem já faz parte de seu CRM. Assim, o marketing boca a boca vai permitir que novas pessoas se cadastrem em seu sistema para também receber essas informações.

Como você pôde observar, estudar e entender, a concorrência é uma oportunidade que deve ser bem aproveitada pela sua equipe. A partir disso, você terá as informações necessárias para quando um ex-cliente de concorrentes surgir como um potencial consumidor de seus produtos ou serviços, além de esse ser um ótimo momento para sua equipe explorar as principais motivações de uma mudança de fornecedor por parte daquela pessoa.

Conhecer melhor os leads

A inteligência comercial, para ser estruturada, precisa de um amplo conhecimento sobre os seus clientes e potenciais clientes. Como dito acima, é preciso entender quais são as motivações daquelas pessoas e o que as leva a decidir por determinada empresa em vez de outra.

Como podemos observar, o sucesso de suas estratégias vai depender muito além do que apenas estabelecer uma batalha com a sua concorrência. Olhar para aquelas pessoas que vão contribuir para que suas vendas estejam sempre em saldo positivo é o caminho ideal para que sua equipe e suas áreas tracem métodos eficientes que vão levar a organização a alcançar as metas estipuladas.

Para isso, não hesite em questionar os clientes novos sobre as necessidades que têm. Converse e compreenda quais são as principais dores e desafios, uma vez que o seu negócio vai ser o pontapé inicial que trará resoluções ao que ele procura.

Sendo assim, questione seus objetivos a curto e a longo prazo, busque outros fatores que possam influenciá-los na busca por novas soluções, entre outros aspectos.

A partir dessas informações coletadas, sua empresa poderá organizar uma campanha de marketing, adaptar o discurso de vendas de sua equipe, além de estabelecer melhorias em produtos e serviços.

Tudo isso será possível não apenas pelo questionamento aos seus consumidores, como também pelo fato de sua organização entender a concorrência e saber sobre pontos negativos e positivos utilizados por ela no competitivo mercado. Assim, é possível se adaptar, estudar mudanças e suprir com os gargalos presentes entre as principais empresas que vendem produtos similares.

Ter métricas e indicadores para avaliar o sucesso da estratégia

Ao longo do conteúdo, mencionamos a necessidade de avaliar em quais pontos a estratégia de inteligência comercial está afetando positivamente o seu negócio. Por essa razão, essa é uma análise fundamental no momento em que sua equipe estiver estruturando esse processo.

A enorme quantidade de informações coletada precisa ter funções claras e bem definidas, além de permitir o bom uso para que a empresa possa estabelecer ações realmente efetivas.

A principal dica para que essa etapa seja positiva é o uso de ferramentas e softwares de inteligência comercial, para que sua organização possa combinar indicadores, mapear o potencial de mercado do negócio a partir dos dados levantados e converter esse conteúdo em relatórios que possam guiar o andamento da organização.

Como consequência positiva de todo esse processo, está justamente a possibilidade de nutrir melhor os leads, implantar melhorias para seus produtos, aprimorar o atendimento e contar com informações que contribuirão para atingir metas almejadas no planejamento estratégico.

Como colocar em prática a inteligência comercial?

A seguir, selecionamos as principais dicas para que sua empresa coloque em prática a inteligência comercial. Veja!

Planejamento

Como o próprio nome já diz, a etapa de planejamento da inteligência comercial é aquela utilizada para que a empresa possa definir os pontos necessários para adquirir informações. Dessa forma, é preciso entender:

  • quais são as informações de que a empresa já tem conhecimento?
  • o que precisamos entender a partir das questões identificadas?
  • quais são as ações que vamos tomar de acordo com as informações coletadas?
  • isso vai ter algum custo?

Dessa forma, a empresa vai descobrir as necessidades e os gargalos que vão ser resolvidos a partir dos dados coletados da inteligência comercial.

Coleta

Agora é o momento em que a empresa vai coletar as informações. Ou seja, entre as principais atividades a serem realizadas, a busca por dados em fontes pré-estabelecidas é o principal objetivo. Você deve estar se perguntando: quais são essas fontes? Para defini-las, também é preciso um estudo.

Analise quais são as principais empresas concorrentes, especialmente aquelas que buscam atingir o mesmo nicho de público que o seu. Se o interesse de sua organização for adquirir conhecimento dos próprios clientes, avalie quais são os mais propensos a fornecer um bom feedback que contribuirá para as metas do planejamento estratégico.

Novamente, é preciso levar em consideração as suas necessidades. Deseja aumentar as vendas? Melhorar o atendimento? Aumentar o marketing boca a boca? A partir disso, elabore um questionário que vai cumprir com o seu objetivo.

Análise

Abordamos a necessidade de entender e interpretar os dados coletados. E essa é justamente uma das fases principais da inteligência comercial. A partir das informações obtidas, entenda quais são os pontos que precisam de melhorias em seu negócio.

Assim, será possível definir ações que vão proporcionar ao cliente uma melhor experiência, além de colocar em prática o que a concorrência vem fazendo e que traz resultados.

Propagação

Com a análise de todos os dados coletados em mãos, esse é o momento de apresentar ações e estratégias concretas para os tomadores de decisão do negócio. Para isso, é possível apresentar soluções em formatos de:

  • relatórios;
  • projeções;
  • alertas;
  • sumários executivos.

A partir desses materiais, líderes e gestores poderão ter em mente quais são as principais medidas, as mais urgentes e quais devem ser aplicadas para que as metas sejam alcançadas.

Quais as vantagens da inteligência comercial para a empresa?

Gera conhecimento estratégico

Um dos principais objetivos da inteligência comercial é entender os pontos dos clientes e ter em mente em que a concorrência está trabalhando para conquistar o seu público-alvo. Sendo assim, a equipe terá em mãos conhecimento que pode ser aplicado para questões estratégicas da empresa, contribuindo para o cumprimento de metas.

Proporciona integração

Uma empresa que deseja conquistar voos mais altos precisa de muito mais do que apenas boas ações e produtos que possam suprir as necessidades dos clientes. Para isso, é preciso que as equipes trabalhem de maneira integrada e com o mesmo objetivo. A inteligência comercial proporciona justamente essa questão, uma vez que os colaboradores precisarão trocar informações e trabalhar em conjunto para desenvolver soluções ao seu público.

Monitoramento de mercado

É imprescindível conhecer o mercado e entender as ações adotadas por ele. A inteligência comercial, nesse sentido, contribui para o monitoramento da concorrência, para a análise das estratégias e para aplicar pontos que vão de acordo com a cultura do negócio e que possam atingir o público eficientemente.

Proximidade com o cliente

Ao optar por entender quais são as principais necessidades dos clientes, será possível também aproximar do seu público. Esse tipo de atividade contribui para o melhor relacionamento e para a propagação do seu negócio de maneira espontânea, permitindo ao cliente lembrar de sua marca sempre que precisar novamente de algum produto ou serviço oferecido pela sua empresa.

Otimização das vendas

Por fim, todas essas vantagens levam a um lugar comum: a otimização das vendas. Como, desde o início, a principal necessidade é ampliar o mercado, a inteligência comercial contribui para um número maior de vendas geradas. Todas as questões abordadas neste tópico contribuem para que o negócio se destaque e tenha um diferencial competitivo entre a concorrência.

Neste post, você pôde entender as principais informações da inteligência comercial. A partir do conteúdo, será possível aplicá-la em seu negócio com o objetivo de conhecer melhor o seu mercado, entender o público, avaliar as necessidades de seus clientes e estabelecer estratégias eficientes para que as metas do negócio sejam alcançadas.

Gostou deste conteúdo? Assine nossa newsletter e receba diretamente em sua caixa de entrada nossas dicas e novidades!

6 informações importantes sobre o mercado mobile que você precisa saber

Hoje, o mercado mobile representa uma ótima oportunidade de negócios para marcas e empresas. Segundo uma pesquisa realizada pela Mobile Advertising Forecasts, o uso da internet a partir de dispositivos móveis aumentou de 40% no ano de 2012 para 68% no ano de 2016. Além disso, 91% das pessoas que têm smartphone compram ou têm a intenção de fazer compras pela internet depois de ter acesso a anúncios relevantes.

Todos esses números demonstram que a área está em ascensão. Por isso, pensando nessas informações, elaboramos alguns tópicos importantes que você precisa saber sobre o mercado mobile. Se você tem interesse em saber quais são eles, continue a leitura e confira!

O mercado mobile é o que mais cresce no mundo

Que a tecnologia inteligente veio para ficar, é um fato. Hoje, é difícil encontrar pessoas que não estejam amplamente conectadas, seja pelo uso das redes sociais buscando informações ou na utilização cotidiana dos aplicativos, que exercem funções diversas.

Ou seja, esse mercado cresceu e traz uma série de inovações ao consumidor, que consegue executar diversas tarefas por meio dos celulares. Assim, foi criado um novo modelo de negócios, englobando diferentes setores empresariais.

Um bom exemplo de que o mercado mobile é o que mais cresce no mundo está relacionado à transmissão de informações por meio da mídia impressa, que vem diminuindo seus resultados. Desde 2015, a média da queda diária de materiais impressos foi de 520 mil exemplares, bastante significativo para a área.

Em relação ao consumo, estudos apontam que as compras de fim de ano por meio de plataformas digitais vão dominar o mercado. Em relação ao ano de 2017, as receitas devem crescer cerca de 13%, sendo que 35% desse faturamento deve ser gerado a partir de recomendações via inteligência artificial.

Os dados apresentados só comprovam a nova tendência do consumidor, que modificou os seus hábitos e vê, nas plataformas digitais, excelentes alternativas para o seu dia a dia.

O mercado mobile no Brasil

Podemos dizer que o smartphone se transformou no controle remoto do mundo. Ele é utilizado muito mais do que apenas um equipamento de comunicação. E os números chegam a impressionar: de acordo com a FGV-SP, em 2017 tínhamos um aparelho por habitante no país.

Além disso, segundo a pesquisa da Mobile Time, em parceria com a Opinion Box, nas casas em que há smartphones, cerca de 72% das crianças entre 10 e 12 anos têm seu próprio celular.

Outra informação que vem ao encontro de todos esses números crescentes tem relação à adoção da tecnologia 4G, que supera a 3G e se torna a mais ampla cobertura no Brasil, com aproximadamente 95 milhões de acessos nos dois últimos meses de 2017, de acordo com a Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil).

Podemos considerar, ainda, que o brasileiro é um entusiasta da tecnologia. Ele percebeu rapidamente que os aplicativos para os celulares poderiam se tornar seus amigos mais fiéis. Uma prova disso é em relação aos bem-sucedidos apps de mobilidade urbana. Lá no ano de 2014, quem poderia imaginar que seria possível pedir um táxi ou similar por meio de um smartphone e pagar online? Hoje, é quase impensável sacar dinheiro em caixa eletrônico para poder pagar por esse serviço.

Dessa forma, o mercado mobile tem ampliado bastante seus horizontes dentro de nosso país, trazendo facilidades significativas para as pessoas que o utilizam.

Dados importantes sobre o mercado mobile no Brasil

A seguir, selecionamos alguns dados importantes sobre o mercado mobile no Brasil. Acompanhe!

1. Maior densidade de aparelhos móveis

De acordo com a pesquisa citada pela FGV-SP, a densidade dos dispositivos mobile que se conectam à internet pode chegar a dois por  habitante. Sendo assim, as pessoas terão mais de um método para terem acesso à internet.

2. Tráfego de internet é maior no mobile

Desde o ano de 2014, os smartphones ultrapassaram os computadores como meio principal de acesso à internet. Segundo uma pesquisa realizada pelo IBGE, 80% dos entrevistados utiliza o celular para acessar a internet, enquanto 77% utiliza o computador.

3. Brasil é terceiro mercado de apps

Entre os países que mais consomem aplicativos no mundo, o Brasil está atrás apenas da China e dos Estados Unidos da América. Os dados vêm das duas principais lojas de aplicativos de hoje: a Google Play e a App Store. Isso demonstra o quanto o mercado mobile brasileiro tem o hábito de baixar e utilizar os aplicativos.

4. 47% navega diariamente na internet pelo celular

De acordo com dados da Sociomantic, empresa alemã com especialidades em mídia programática, 47% das pessoas têm o hábito de usar internet todos os dias por meio de smartphone em nosso país. As pessoas não só abraçaram a tecnologia, como também a incluíram em seu cotidiano.

5. 67% dos brasileiros já fizeram compras usando o smartphone

O mercado mobile no Brasil também é bastante forte para quem deseja vender com a ajuda dos aparelhos. Ainda de acordo com a Sociomantic, 67% dos brasileiros já fizeram compras utilizando smartphone. 12% dessas compras online em 2015 foram feitas por meio de dispositivos móveis.

6. O SMS como diferencial neste mercado

Por não precisar de internet, o SMS é o canal com maior alcance mobile. As empresas perceberam esse grande diferencial e utilizam esse canal para enviar mensagens transacionais, como alertas de utilização do cartão de crédito, pesquisas, NPS, negociações de dívidas, promoções e muitas outras possibilidades.

Devido ao baixo investimento necessário para esse canal, as campanhas conseguem atingir um ROI (retorno sobre o investimento) maior, além de ser também, um ótimo gatilho para iniciar campanhas multicanais que tenham interação com a internet, como para e-commerces, por exemplo, onde é possível divulgar um cupom de desconto e direcionar o cliente para o site da loja online.

O brasileiro está passando mais tempo em aplicativos e redes sociais

As pesquisas confirmam algo que já não era mais dúvida: os brasileiros estão passando muito mais tempo acessando aplicativos nos celulares. Embora os jogos tenham uma participação significativa nesses números, o aumento também se deve especialmente aos downloads de aplicativos de diversas categorias, como Foto e Video, Finanças, Viagens etc.

De acordo com um balanço divulgado pela App Annie, o tempo gasto em aplicativos no Brasil cresceu aproximadamente 50% em 2016. Se levarmos em consideração apenas os celulares com Android, os minutos gastos passaram de 75 bilhões para aproximadamente 110 bilhões.

O índice coloca o país na segunda colocação de um ranking mundial, perdendo apenas para a Índia, que soma quase 150 bilhões. Os EUA ficam em terceiro, com aproximadamente 90 bilhões de minutos gastos em aplicativos. Como o Google Play não atua na China, esse levantamento não traz os números daquele país.

A partir da leitura deste conteúdo você pôde perceber que o mercado mobile é um segmento que está em ascensão no Brasil e no mundo, com expectativas de ainda melhores resultados para os próximos anos. Ficar de fora dessa ampla área fará com que sua empresa perca diferenciais competitivos e fique para trás daquelas que enxergam boas oportunidades nesse ramo.

Gostou deste texto e dos dados oferecidos pela TWW? Então acesse agora mesmo a nossa página ou entre em contato conosco.

Conheça 7 maneiras de melhorar o atendimento ao cliente

Melhorar o atendimento ao cliente é algo que todo profissional deve buscar, independentemente do ramo da empresa. Ter a qualidade na forma de atender requer treinamento e precisão no momento de transmitir ao público as respostas de todas as suas necessidades, com o objetivo de demonstrar credibilidade ao consumidor.

Como consequência dessa confiança, ele passará a comprar mais da empresa em que você presta serviço ou trabalha, além de aumentar o número de clientes por meio de indicações e recomendações dos que já tiveram uma experiência positiva em relação àquele negócio.

Foi pensando nisso que elaboramos este post, para que você entenda algumas maneiras muito eficientes de melhorar o atendimento ao cliente. Boa leitura!

1. Adote ferramentas para cultivar o melhor atendimento

Implantar ferramentas que permitam dinamizar o trabalho dos atendentes e reduzir o tempo de resposta ao consumidor é bastante necessário para impulsionar os resultados da empresa. Existem diversas opções de softwares para essa finalidade, como o SMS corporativo, que pode ser utilizado para o envio de lembretes, prazos e comunicados.

Além desse recurso, existe a tecnologia do sistema de CRM — gestão de relacionamento com o cliente —, uma plataforma bastante útil para manter o contato com o público por meio de e-mail marketing, anúncios de Facebook etc.

Utilizando essas ferramentas, é possível fazer a segmentação do público, ou seja, selecionar aquelas pessoas específicas por idade, sexo ou qualquer outro estilo para uma campanha mais eficiente.

2. Mantenha múltiplos canais de comunicação

Manter múltiplos canais de comunicação é uma tendência que vem se fortalecendo cada vez mais no mercado entre as empresas bem-sucedidas. A ideia consiste, basicamente, em diversificar os canais da empresa para que o consumidor possa escolher a maneira mais acessível para ele em um momento específico.

Um exemplo clássico é o fato de o cliente preferir digitar no celular do que falar ao telefone. Dessa forma, é essencial oferecer outras opções de atendimento, como o uso de aplicativos de mensagens, chatbot por SMS, formulário de contato no site, interação nas redes sociais, entre outros. Oferecer ao consumidor o poder de escolha representa autonomia, trazendo resultados significativos para o negócio.

3. Valorize e capacite sua equipe para transmitir confiança

O bom desempenho de toda a equipe depende do compromisso de cada um com as metas e objetivos do negócio. No entanto, a liderança pode fazer toda a diferença. É essencial promover reuniões informais para premiar os colaboradores que mais se destacaram por atingir os resultados, além de interagir com o grupo, elogiar publicamente sempre que alguém fizer por merecer e fazer críticas construtivas reservadamente. Todas essas estratégias podem reforçar o bom atendimento.

Além de valorizar, o treinamento é essencial para que haja qualidade na forma de atender, transmitindo confiança. É preciso conhecer bem as técnicas, aperfeiçoar e desenvolver habilidades visando servir com excelência. É importante, também, oferecer conteúdo motivacional aliado ao treinamento, com o objetivo de contar com atendentes motivados que trabalharão com mais espontaneidade.

4. Esteja atento ao feedback do cliente

Uma atitude que pode contribuir significativamente para as empresas melhorarem seus serviços de atendimento é ouvir o que o cliente tem a dizer sobre os serviços prestados. Na maioria das vezes, a opinião do comprador faz com que a organização possa repensar suas estratégias e consertar pequenas falhas que são perpetuadas caso não haja a interação.

No entanto, saiba que você não pode esperar que o cliente se manifeste por conta própria — pode até acontecer, mas é bem mais raro! Portanto, estude a possibilidade de fazer pesquisas de satisfação. Assim, você poderá utilizar as informações de contato registrados no banco de dados com o objetivo de realizar a ação por meio de telefone, e-mail e até pessoalmente, caso o cliente esteja na empresa por algum motivo.

5. Responda em tempo hábil

Se o consumidor estiver esperando por uma resposta que a empresa prometeu retornar, ou até mesmo o envio de algum material, tenha bastante cuidado para não deixá-lo esperando. Utilize ferramentas online para que haja o lembrete dos compromissos, para evitar com que eles sejam esquecidos. Tudo o que é prometido ao cliente deve ser cumprido, assegurando a credibilidade da empresa.

A interação nos canais de atendimento deve ser da mesma forma, principalmente porque o meio digital é mais dinâmico e exige atenção especial. Ou seja, não é certo deixar o cliente falando sozinho ou esperando por dias uma resposta. Caso faça comentários negativos ou críticas, é necessário agir com profissionalismo, cautela e ética.

6. Construa seu diferencial

É impossível praticar as mesmas ações e conseguir resultados diferenciados. Por essa razão, caso queira se destacar da concorrência, é necessário ir além do convencional e superar as expectativas do público no que se refere à excelência do atendimento.

Para que isso ocorra é preciso pensar em estratégias que serão capazes de fidelizar os principais clientes, além de conquistar novos compradores. Investir em produção de conteúdo para redes sociais, blogs e envio de SMS podem ser alternativas, além de criar campanhas com ofertas exclusivas e oferta de brindes.

7. Estabeleça métricas para avaliar o desempenho

O maior legado que a tecnologia trouxe para melhorar o atendimento ao cliente é o fato de poder medir os resultados de uma estratégia em tempo hábil para realizar alterações nas estratégias que não estão funcionando, além de entender o que de fato vem trazendo resultados.

Para que tenha um relatório completo da atual situação do atendimento, é importante que sejam estabelecidos parâmetros capazes de evitar falsas interpretações. A possibilidade de compreender exatamente os dados é o primeiro passo para construir e manter a reputação da empresa.

Conhecer bem o público e organizar uma base de contatos com todas as informações necessárias são capazes de promover ideias para manter o bom relacionamento, além de ampliar os canais de atendimento de acordo com as necessidades. A partir daí, basta gerenciar tudo da melhor forma possível, acompanhando de perto as tendências e inovações do mercado.

Ao ler este conteúdo, você pôde perceber que melhorar o atendimento ao cliente não é uma tarefa tão difícil quanto parece, além de ser fundamental para o crescimento da empresa e a sua credibilidade perante o mercado. Ao aplicar essas estratégias, o consumidor pode se tornar até mesmo um propagador de seu negócio, divulgando espontaneamente para pessoas do convívio.

A TWW utiliza dessas maneiras por acreditar que são essenciais para oferecer a melhor experiência ao cliente. Para que seus amigos também as conheçam, compartilhe o conteúdo em suas redes sociais. Afinal, conhecimento nunca é demais!