fbpx
Categoria

Vendas

Categoria

Entenda como oferecer cupons de desconto para o varejo

Todo mundo adora receber um cupom de desconto. Isso porque, atualmente, o consumidor quer ter a sensação de importância e, lógico, também deseja economizar. Nesse cenário, em sua empresa você já utiliza a oferta de cupons de desconto para o varejo?

Se ainda não, vamos explicar neste artigo os motivos para você não deixar de adotar essa estratégia e todos os seus benefícios.

Você verá também as soluções que nós, da TWW temos para sua marca oferecer cupons de desconto para o varejo e como utilizar esses recursos. Confira!

Por que oferecer cupons de desconto para o varejo?

Os cupons de descontos para o varejo trazem uma série de benefícios para a marca anunciante, e os mais comuns são:

No entanto, o cupom também ajuda as empresas a mensurar os resultados de cada campanha, por meio do cálculo do ROI (retorno sobre investimento). Normalmente, esse retorno sempre é alto se considerarmos o baixo investimento necessário em comparação com outras mídias.

Além disso, o cupom de desconto para o varejo também ajuda as empresas a identificar qual canal de comunicação da marca tem sido mais efetivo. Tudo isso sem a necessidade de contratar caras e complexas ferramentas de análises. Para tanto, basta utilizar cupons de desconto diferentes para cada mídia anunciada.

Em um mundo onde tudo tem caminhado para a multicanalidade – e o comportamento do consumidor está cada vez mais dinâmico –, identificar qual o canal mais efetivo traz uma vantagem competitiva enorme para as marcas. Assim sendo, elas têm a oportunidade de engajar e impactar cada vez mais clientes nos canais certos e nos momentos mais adequados.

Quais as soluções da TWW para oferecer cupons de desconto para o varejo e como elas funcionam?

Todas as soluções da TWW podem ser utilizadas nas estratégias das empresas para oferecer cupons de desconto para o varejo. Desde um simples SMS, até campanhas mais elaboradas com integrações entre canais e soluções diferentes. Seguem abaixo alguns exemplos de como utilizar cupons de desconto para o varejo com as soluções da TWW. Confira!

Pós-venda

Utilize a solução da TWW após o cliente fazer uma compra, como forma de agradecimento e para garantir recompra. Faça isso utilizando um simples SMS.

Pesquisa de satisfação

Quer aumentar o número de respostas de uma pesquisa de satisfação da experiência de consumo? Peça para o cliente responder gratuitamente e avise que ao final ele ganhará um desconto especial. Assim, ele fará interações automatizadas por SMS, por meio da conversa com os chatbots SMS.

Ao término, será gerado o cupom, e isso é o que garante a resposta que é de interesse da marca, bem como o incentivo do cliente voltar a consumir seus produtos ou serviços.

Pesquisa para um público diferenciado

Se seu público é mais idoso, você tem a possibilidade de utilizar o mesmo exemplo acima, porém com a opção do canal de voz.

Essa sondagem também existe por meio de uma pesquisa automatizada e com o envio de um cupom direto na ligação. O envio do cupom pode ser, até mesmo, por SMS ao final da ligação, com integração dos dois canais.

Conversa em tempo real

Outra opção é enviar o cupom após um atendimento feito pela central. Para tanto,  basta utilizar nossa plataforma.

Dessa forma, a marca terá a chance de conversar com seu cliente em tempo real por meio do SMS e, ao final da conversa, se for da vontade de sua empresa, o operador gera um cupom de desconto a fim de agradar seu cliente e garantir recompra e engajamento. Tudo isso deixa o cliente feliz e faz com que ele se sinta importante.

Queima de estoque rápida

Você também pode utilizar cupons de desconto para o varejo com tempo limitado. Uma dica é fazer uso em suas comunicações de frases como:

  • “só até amanhã”;
  • “você só tem até 12h”;
  • “você só tem mais 10 minutos para aproveitar”, entre outras do mesmo tipo.

Ou seja, frases de impacto que despertem o interesse do consumidor. Aproveite e já divulgue na mesma comunicação um site para compra ou o endereço da loja. Assim, o cliente terá em suas mãos o poder de tomar a decisão e, acredite, muitas vezes isso ocorre de forma impulsiva.

Essa comunicação pode ser feita tanto por texto, quanto por meio do SMS para promoção no mesmo modelo descrito acima. Chamamos de “Flash SMS” por ser uma comunicação rápida que pisca na tela do celular do cliente e/ou, até mesmo, por RCS, onde a força e o apelo visual são mais intensos.

Cobrança

A TWW oferece soluções que enviam cupons de desconto para negociações de cobrança e regularização de dívidas.

Com isso, concluímos que não interessa a forma de fazer, a TWW ajuda você inclusive a desenhar essa estratégia junto ao cliente. Visto que prestamos consultoria aos seus clientes, o que certamente colabora para melhorar cada vez mais seus resultados.

Como utilizar essas soluções que oferecem cupons de desconto para o varejo?

As soluções funcionam de forma muito simples, já que estamos falando de texto e voz, que são as comunicações mais utilizadas no mundo. Tanto pela plataforma web quanto por integração de sistemas, não há segredo em como utilizar as ferramentas que distribuem cupons de desconto para o varejo.

Nesse sentido, o start inicial é realmente desenvolver a estratégia que a marca quer seguir. A partir daí a TWW ajuda a empresa a colocar o projeto no ar. Afinal, atuamos desde a consultoria para aperfeiçoar a estratégia da marca, de acordo com o objetivo que ela desenhou, até a elaboração de frases e conteúdos, assim como na execução dos envios, caso seja necessário.

Por fim, mensure resultados: de nada adianta desenhar uma estratégia incrível, se não houver uma medição dos resultados. É muito importante analisar esses números para acompanhar o crescimento da empresa, aprender e ajustar o que deu errado, replicar o que deu certo e dar continuidade às campanhas para que a empresa fidelize cada vez mais seus clientes e venda sempre mais produtos e serviços.

Viu como é simples? Portanto, se você deseja ofertar cupons de desconto para o varejo e tornar seus resultados ainda mais incríveis, entre em contato conosco agora mesmo!

Entenda como fazer a prospecção de clientes para elevar as vendas!

A prospecção de clientes bem realizada pode render resultados significativos para uma empresa. Apesar de ser um conceito conhecido, suas dinâmicas têm mudado nos últimos anos. O desenvolvimento de novas tecnologias e as transformações no perfil do consumidor são os principais motivos.

Mais do que buscar novas oportunidades, mercados e carteiras de consumidores, é necessário compreender esse contexto para elaborar estratégias e executá-las de maneira eficaz. Tal processo vai desde o contato com o público e a efetivação de campanhas de marketing até a experiência de compra e o relacionamento pós-venda.

É importante ter em mente que prospectar clientes envolve uma série de fatores que devem ser considerados, como planejamento, análise de mercado, conhecimento do perfil do consumidor, canais de comunicação, entre outros.

Quer descobrir como fazer a prospecção para elevar suas vendas? Então acompanhe os tópicos a seguir!

O que é prospecção de clientes?

Antes de saber como fazer uma prospecção de clientes com excelência, convém entender o que significa esse termo, não é mesmo?

O dicionário Aurélio apresenta quatro definições para “prospecção”. São elas:

  • ação de prospectar;
  • sondagem, exame do terreno para descobrir um filão mineral;
  • estudos das saídas que um mercado oferece;
  • procura de financiadores ou de clientes.

Ao analisarmos as explicações, vemos que as quatro trazem semântica pertinente à noção de “prospecção de clientes”. Examinar o terreno a ser trabalhado, estudar o mercado e buscar oportunidades de negócio e novos clientes constituem ações estratégicas para prospectar consumidores e aumentar as vendas.

Portanto, a prospecção de clientes é um processo cujo objetivo é aproximar a empresa do público-alvo (da persona), expor seus produtos e serviços, fazer sondagens e planejar a abordagem adequada de acordo com o funil de vendas.

Como fazer a prospecção de clientes de maneira estratégica?

Mas afinal, como fazer tudo isso? Nosso propósito neste tópico é justamente apresentar maneiras de realizar a prospecção de clientes de forma estratégica e que gere resultados positivos.

Contudo, é indispensável ter bem definidos os objetivos da empresa, bem como seus produtos ou serviços. Além do mais, é necessário saber qual é o público-alvo a ser atingido.

Foi-se o tempo das abordagens genéricas com finalidade de atingir quem fosse possível. A estratégia de “atirar no escuro” é intuitiva, ultrapassada e pouco eficiente em um mercado de alta competitividade.

Acompanhe a seguir outras dicas importantes que farão a diferença em seu negócio:

Elabore uma lista de contato com os clientes ideais

São considerados propects ou leads os clientes potenciais de sua empresa, ou seja, aqueles que têm interesse em seus produtos ou serviços. Eles fazem parte do público-alvo e suas características se encaixam no perfil que você busca atingir.

Conforme esses clientes potenciais entram em contato com sua marca, é possível obter os dados deles e criar uma lista para entrar em contato posteriormente, com o fim de concretizar negociações.

É importante destacar que essa lista de contatos deve ser segmentada, constituída exclusivamente de prospects. Contatar quem não se enquadra à sua persona é esforço desperdiçado.

Estude sistematicamente os concorrentes

Ao lado da definição do público-alvo, a análise de mercado é igualmente essencial para a estratégia de prospectar clientes

Hoje, nenhum empreendimento é exclusivo e hegemônico nas praças de venda. Conhecer bem essa concorrência permite que se busque maneiras de se diferenciar e alcançar leads insatisfeitos ou que procuram por novos produtos ou serviços.

Trabalhe com funil de vendas

O funil de vendas consiste em uma estratégia importante para fazer a abordagem correta na hora de entrar em contato com o público. Entre os clientes potenciais, há aqueles que ainda estão pesquisando opções e preços, os que já têm essas informações e ainda estão indecisos, assim como os consumidores que já estão totalmente decididos a efetuar a compra.

Contatar um prospect de maneira equivocada pode barrar oportunidades de negócio. Nessa perspectiva, a prospecção pode ser dividida em três etapas do funil de vendas:

Topo de funil

O topo de funil é o primeiro contato. Geralmente, as pessoas que estão nessa etapa ainda não sabem que têm um problema ou interesse. Tentativas de vendas serão inúteis para esse tipo de cliente. Antes disso, é necessário despertar suas necessidades, instigar sua curiosidade e conscientizá-los acerca do que precisam.

Meio de funil

Já nessa fase, os potenciais clientes já sabem que têm um problema e estão interessados em soluções. Dessa forma, é possível apresentar produtos e serviços como opção, porém sem apelação. O foco deve estar em passar confiança, estreitar os laços e municiar o consumidor de informações.

Fundo de funil

Aqui sim é adequado o esforço de levar o lead à ação. É o estágio final, em que vale apresentar as vantagens e os diferenciais de seus produtos ou serviços. Como os clientes estão decididos sobre a compra, é possível ser persuasivo e fazer ofertas sem assustar e ser inconveniente.

Faça pesquisas de mercado

Principalmente para identificar e compreender necessidades e interesses do público potencial, é fundamental realizar pesquisas de mercado. Essa boa prática ajuda também a construir as abordagens nas três etapas do funil de vendas.

As pesquisas de mercado podem ser feitas de diversas formas e requerem pouco custo, principalmente com as possibilidades que as novas plataformas de comunicação oferecem.

Ofereça conteúdo direcionado aos interesses do cliente

Nas três etapas do funil de vendas, é importante disponibilizar conteúdo de qualidade e estar presente em todos os canais de mídia para a prospecção de clientes. A presença digital é requisito primordial nos dias atuais, pois a maior parte dos consumidores utiliza essas plataformas.

Os canais mais tradicionais também devem ser utilizados para prospectar clientes, como o e-mail, o telefone e o SMS. Este último, inclusive, apresenta resultados altamente positivos no que diz respeito à eficácia na comunicação entre empresa e cliente.

Para ter uma ideia, a taxa de abertura e visualização das mensagens de texto enviadas para os dispositivos celulares é de 98% e o tempo médio de leitura é de 90 segundos. Basta pensar que, na atualidade, quase ninguém fica sem o celular nas mãos ou no bolso, não é verdade?

Logo, trabalhar com vários meios de comunicação para ter presença digital e adotar o SMS é um passo importante. Além disso, é estratégico fazer a prospecção de clientes de modo inovador, focando na experiência do consumidor, no atendimento e no uso de ferramentas tecnológicas.

Quer saber mais sobre como fazer comunicação com o cliente e aumentar seus resultados? Confira neste artigo!

Sac 3.0: como se adaptar a essa evolução? Descubra aqui!

Hoje, com a competitividade do mercado, o cliente tem se tornado cada vez mais exigente. É preciso pensar em novas maneiras de atendê-lo para se diferenciar da concorrência: oferecendo uma experiência positiva, a marca terá credibilidade e será propagada a partir de boas recomendações.

É nesse contexto que surge o SAC 3.0, que pode ser considerado uma evolução no conceito de relacionamento com o público. Ficou curioso para entender do que se trata?

A seguir, explicaremos o que é o conceito, como é possível se adaptar a esse serviço e quais são seus benefícios. Boa leitura! 

Entenda o que é o SAC 3.0

Como dito, esse conceito pode ser compreendido como uma evolução no fato de se relacionar com o cliente. Ou seja: a ideia é satisfazer um consumidor que anseia pelo atendimento de excelência.

As possibilidades de comunicação mudaram bastante nos últimos anos, principalmente pelo desenvolvimento de novas tecnologias (como os smartphones). Dessa forma, a maneira com a qual as empresas interagem com o público também precisou passar por algumas modificações.

Anteriormente, só era viável estabelecer contato com a organização da qual você tinha adquirido algum tipo de produto ou serviço por meio da ligação telefônica. Foi nesse sentido que veio a mudança: o SAC 3.0 age em diversos canais, como aplicativos e redes sociais, com o objetivo de estabelecer um atendimento otimizado, rápido e transparente. 

Você já deve ter percebido que as redes sociais exigiram que as organizações alterassem a maneira de se relacionar com os clientes. Já não é mais possível divulgar uma marca ou um negócio sem a presença constante nesses canais. Isso fez com que as empresas precisassem produzir conteúdos específicos para tais meios. 

Ou seja: além de transmitir informações sobre o seu nicho de atuação, é preciso estabelecer estratégias para estar presente no momento em que o público apresentar qualquer dúvida sobre os produtos ou serviços oferecidos. 

Saiba como se adaptar a essa tendência

A seguir, selecionamos algumas dicas para que você entenda como se adaptar a esse serviço. Confira!

Conheça os produtos e serviços oferecidos

Antes de estabelecer qualquer estratégia de comunicação com os clientes, é necessário entender quem são eles. O fato de determinada empresa funcionar perfeitamente em uma rede social, por exemplo, não implica que as demais terão os mesmos resultados. 

Faça perguntas como:

  • Onde o meu público está conectado na maior parte do tempo?
  • Por quais meios ele interage?
  • Qual é a linguagem a ser empregada para que a estratégia de comunicação tenha efeito?

Depois de responder a um questionário parecido com esse, você terá a certeza de que está no caminho certo para o bom atendimento 3.0, mantendo uma interação direta com o cliente. Quanto mais a empresa interagir da maneira correta, maiores serão as chances de ter um público fidelizado, que a indicará para amigos e familiares. 

Para tanto, é necessário conhecer bem o produto ofertado e todas as etapas que o cliente percorre até, enfim, fechar negócio. Quando você domina essas informações, transmite confiança ao consumidor, fazendo com que ele se sinta próximo da marca. 

Faça o monitoramento de suas estratégias

Mais do que investir em boas estratégias, é preciso entender se elas estão trazendo o resultado esperado. O primeiro passo é integrar os canais e confirmar que as áreas do negócio estão alinhadas. Ao consultar uma organização por apresentar dúvidas sobre produtos e serviços, o público nem sempre terá questionamentos sobre a área que o atenderá.

Assim, a pessoa que fizer o atendimento precisa saber sobre quem o responderá, encaminhando para o setor responsável. Como consequência, o atendimento se torna mais ágil, levando credibilidade ao cliente. 

Além disso, monitorar tais estratégias é um dos passos mais importantes para entender os pontos que estão dando certo e aqueles que precisam de melhorias. Para tanto, colete as informações, faça um mapeamento de todas as solicitações e identifique como está a satisfação dos clientes. 

NPS

Uma boa maneira de medir essa satisfação é por meio do NPS (Net Promoter Score), metodologia que mensura a lealdade dos consumidores. Com o serviço de SMS, por exemplo, você pode questionar seu público: “de 0 a 10, qual é a nota do nosso atendimento?”. 

Mas é preciso que a empresa vá além de apenas levantar dados e gerar relatórios — tomar as providências necessárias é essencial. Portanto, encaminhe as demandas aos setores competentes e ofereça soluções a seus clientes!

Conheça os benefícios do SAC 3.0

O SAC 3.0 oferece diversos benefícios para a empresa que o adota. Além de aumentar a proximidade com o cliente, é possível personalizar o atendimento. Com o advento das mídias sociais e a ampliação do uso de smartphones, o contato marca-cliente tem o risco de ficar mais robotizado.

Assim, é essencial estabelecer conexões que façam a pessoa atendida se sentir única, humanizando aquela conversa. Além disso, estabelecer um atendimento que traga soluções rápidas para o seu público permite um marketing boca a boca mais eficaz.

A partir de um atendimento de excelência, os clientes recomendarão os produtos e serviços da marca para as pessoas próximas. Portanto, aqueles consumidores que já têm contato com a empresa serão fidelizados, ao passo que potenciais compradores serão atraídos. 

Entenda como o SAC 3.0 se relaciona com o conceito de Transformação Digital

Adaptar-se às novas tecnologias para a sobrevivência no mercado competitivo de hoje é um dos principais objetivos das empresas. Sendo assim, a Transformação Digital envolve justamente a adoção de novas soluções para incrementar a produtividade e a lucratividade, mediante o oferecimento de uma experiência enriquecedora ao cliente. 

Tudo isso está relacionado ao uso do SAC 3.0 pelas organizações. Trata-se de proporcionar agilidade nos processos operacionais e conseguir implementar modelos práticos e eficientes de atendimento para aquelas pessoas que precisam de algum tipo de contato com a marca. 

Neste conteúdo, pudemos observar como o SAC 3.0 veio para revolucionar a maneira com a qual as companhias se comunicam com o cliente. Foi justamente pensando nesses aspectos que as empresas desenvolveram plataformas para se aproximarem do público por meio de mensagens, pesquisas de satisfação e outras ferramentas capazes de aprimorar a experiência — a TWW é um bom exemplo nesse contexto. 

Ficou curioso e quer saber mais sobre essas soluções? Entre em contato conosco e confira os serviços que oferecemos!

Como estimular o aumento das vendas sazonais?

Os picos e quedas de vendas são inevitáveis para qualquer negócio. Caso o gestor ignore o por que e quando acontecem, pode perder a oportunidade de potencializar seus efeitos. Você já deve ter ouvido falar, mas vale reforçar o termo dado para essas flutuações: as vendas sazonais. No entanto, deve-se entender que a sazonalidade é diferenciada em cada negócio, o que faz com você deva compreender os padrões e utilizar os próprios dados para prever quando ela ocorrerá.

Neste texto, você terá acesso a dicas de como estimular o aumento das vendas sazonais em seu negócio. Boa leitura!

Utilize a sazonalidade a seu favor

As vendas sazonais podem ser previsíveis. Analisando os relatórios de vendas de produtos ou serviços de sua empresa no último ano, é possível reconhecer quais são os padrões e identificar informações qualitativas e quantitativas do seu negócio. Existem aquelas datas que são comuns a vários segmentos, como o Natal.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Serasa Empreendedor, 63% dos microempreendedores apostam nessa época para aumentar suas vendas. Logo em seguida, vem a Black Friday, com 25%, e em terceiro o Dia das Crianças, com 12%.

No entanto, as vendas sazonais vão muito além de considerar apenas datas especiais. É preciso utilizar os relatórios de seu negócio para detalhar períodos de tempos específicos ou até mesmo para identificar produtos e serviços que são mais procurados em determinadas épocas — uma instituição de ensino, por exemplo, terá seus picos de vendas em períodos de matrículas e rematrículas, épocas em que alguns pais e discentes, inclusive, resolvem pagar integralmente pelo serviço.

Ter claro essa análise é essencial, pois proporcionar muito esforço de marketing e oferecer uma ênfase elevada em períodos de baixa sazonalidade são, na maioria dos casos, um desperdício de tempo e dinheiro.

Faça um planejamento

Cada tipo de cliente responde aos produtos de maneira diferenciada dependendo da época do ano. Por essa razão, é extremamente necessário definir o público-alvo, segmentar bem os produtos e planejar quais são as melhores estratégias para cada um.

A partir de um planejamento detalhado, torna-se mais provável que seu negócio saiba no que concentrar os esforços ao projetar as ações e campanhas de marketing em períodos corretos, principalmente naqueles que os clientes tendem a comprar mais.

Além disso, é necessário que toda empresa entenda se existe dinheiro disponível para aplicar no negócio, ou se será preciso esperar um outro momento. A partir de um planejamento bem executado é possível, ainda, atentar-se ao espaço disponível no estoque. Assim, vai evitar a obsolência ou até mesmo danos aos produtos disponíveis.

Realize promoções em períodos específicos

Com o planejamento em mãos, o seu negócio poderá criar promoções com o objetivo de aumentar o faturamento nos períodos de vendas sazonais, além de enfrentar os momentos em que o consumo cai. Praticar preços mais atrativos ou lançar produtos que sejam adequados ao momento contribuirá significativamente para ajudar a manter o fluxo de caixa em alta, independentemente da época do ano.

Se considerarmos as vendas da Black Friday em 2018, por exemplo, podemos identificar que foi o melhor ano desde a criação do evento no Brasil, no início da década. De acordo com dados das transações eletrônicas por cartões de créditos divulgadas pela própria administradora Cielo, até o início da noite de 22 de novembro, o crescimento nas receitas dos varejistas foi 9,4% maior que o ano anterior. Se pegarmos a Cyber Monday, o crescimento foi ainda mais significativo: 20% de aumento.

O Dia das Mães é uma outra data que pode ser utilizada para aumentar o faturamento de uma empresa. Em 2018, a data apresentou um crescimento das vendas de 5,7% em todo país — e a expectativa para este ano é que esse volume continue a aumentar.

Dessa forma, considerar as datas que sejam mais relacionadas com o seu segmento de atuação é a principal estratégia para se dar bem em vendas sazonais. Devido à possibilidade de mensuração, uma data comemorativa ou um evento como os citados são ótimas oportunidades para aumentar a receita do negócio.

Determine o estoque necessário

Vamos supor que, devido às suas campanhas de férias e de verão, você normalmente vende mais nos dois primeiros meses do ano. Dessa maneira, o estoque precisa estar abastecido, com o objetivo de evitar que os produtos não faltem em um período no qual os clientes estão buscando mais pelo seu negócio.

Sendo assim, isso requer um bom controle do estoque, além de estratégias mais eficientes de negociação e compras antecipadas. No entanto, é necessário saber como administrá-lo, para que ele fique abastecido apenas no período de pico de vendas. Ao manter produtos encalhados em períodos de pouca venda, você vai desperdiçar dinheiro e até mesmo tempo para controlá-lo.

Faça um histórico de vendas

Ano após ano, algo novo acontece em relação às vendas de qualquer negócio se considerarmos as vendas sazonais. Por essa razão, seja por programas de fidelidade, anúncios em redes sociais ou alguma inovação da concorrência, é essencial manter as informações registradas, assim como o histórico de vendas.

Da mesma forma que você vai poder analisar o que o mercado está fazendo, é importante ter registrado tudo que funcionou no passado e o que está funcionando hoje. Assim, será possível definir as próximas ações com mais chances de obter sucesso.

Vamos supor que a campanha de SMS Marketing feita no ano anterior tenha atingido um sucesso significativo por fatores como o custo-benefício, a instantaneidade e por ter sido enviado a um nicho específico de pessoas que se interessaria pelo produto ou serviço. Com essas informações registradas, você repetirá a estratégia com o objetivo de manter ou aumentar as vendas nesses períodos.

Analise o que a concorrência tem feito

Principalmente se o seu negócio for novo no mercado, é importante estudar o que as outras empresas estão trabalhando com as vendas sazonais. Dessa forma, examine quais são os tipos de mensagens e estratégias que mais têm funcionado com os seus concorrentes.

Também faça pesquisas diretamente com os seus potenciais clientes e outras pessoas do mesmo segmento sobre quais os tipos preferidos de promoção ao longo do ano. Utilize também ferramentas de feedbacks para analisar as necessidades em tempo real de seus clientes, com o objetivo de criar estratégias mais eficientes.

A partir da leitura deste conteúdo, você pôde entender como estimular o aumento de suas vendas sazonais e como elas são importantes para o faturamento anual de seu negócio. Por meio de um planejamento e de um armazenamento de informações, seu negócio tende a crescer nessas épocas ao optar por campanhas efetivas e que estão de acordo com o seu segmento.

O conteúdo foi útil para você? Existe alguma outra medida já adotada pelo seu negócio e que não foi acrescentada? Deixe seu comentário no post e vamos fomentar o debate!

Como utilizar os pontos de contato com o cliente para vender mais?

Para realizar um acompanhamento eficaz da trajetória de um cliente com uma marca, é preciso que o olhar seja inteiramente do ponto de vista dele. Em outras palavras, é importante entender quais são suas metas, ações, dúvidas e desafios enfrentados ao longo dessa jornada. Assim, o mapeamento correto é realizado somente quando todos os pontos de contato com o cliente são identificados.

Neste post, vamos explicar o que é um ponto de contato com o cliente e como utilizá-los para vender mais. Confira!

O que é um ponto de contato com o cliente

Os pontos de contato integram toda a trajetória do usuário na sua marca, do começo ao fim. Por exemplo, talvez as pessoas encontrem sua empresa em um anúncio ou no ambiente online. Assim, elas têm a chance de:

  • acessar seu site;
  • consultar classificações e avaliações;
  • comprar em sua loja física;
  • fazer contato com a sua equipe de atendimento.

Parece que a lista é longa, mas esses são apenas alguns dos seus pontos de contato. Portanto, em linhas gerais, eles representam as ocasiões em que um consumidor realiza qualquer tipo de comunicação com a sua marca — antes, durante ou após fechar negócio com você.

Dessa forma, o primeiro passo para mapear a jornada do cliente e assegurar sua satisfação em toda a trajetória é identificar os seus pontos de contato. Então, não perca a oportunidades de ouvir os usuários, visando promover melhorias, principalmente no atendimento ao cliente. Tudo isso garante a satisfação do seu público.

Quais os exemplos mais comuns de pontos de contato

Atualmente, o poder de decisão está totalmente nas mãos do consumidor, principalmente no mercado mobile. Por isso, as empresas devem ter uma diversidade de canais que atenda e supra as demandas deste público de maneira rápida e eficiente. A seguir, listamos quais são os principais canais utilizados como pontos de contato com o cliente.

Contato via website

Antes de realizar qualquer interação, as pessoas costumam utilizam os mecanismos de busca disponíveis na web, como o Google, para conseguirem informações a respeito das empresas. Para tanto, apenas digitam o nome da organização ou o serviço que procuram.

Nesse cenário, o ideal é que os resultados dessas buscas tragam o site da sua empresa nas primeiras posições. Afinal, da mesma forma que as lojas têm endereços físicos, o website representa o endereço virtual da sua marca.

Diante disso, sua página na internet é a sua empresa “aberta” 24 horas por dia. Portanto, deve fazer o papel de principal canal de comunicação virtual. Dessa forma, muitos pontos de contatos podem ser originados por meio de ações digitais.

Atendimento em uma loja física

Atender bem no ponto de venda (PDV) está diretamente ligado a oferecer a melhor experiência ao cliente. Para tanto, os treinamentos dos funcionários devem ser direcionados a conhecer bem o perfil do consumidor e entender os seus interesses e expectativas. Além disso, o gestor deve cuidar de cada detalhe do ambiente físico da loja.

Interação direta pelos canais de atendimento

Telefone

É imprescindível que os números de telefone estejam disponíveis em todos os materiais da empresa. Afinal, eles são o meio de contato mais direto.

Chat

Considerando que muitas pessoas visitam o site da empresa antes de comprar, o chat é uma excelente ferramenta para tirar dúvidas mais simples em tempo real e também para fazer as primeiras abordagens de venda.

SMS

Este é um recurso que tem sido amplamente utilizado e possibilita às empresas de qualquer porte e segmento de mercado abrirem um canal de comunicação rápido e eficaz com os mais variados públicos, por exemplo:

  • clientes;
  • funcionários;
  • associados;
  • parceiros;
  • fornecedores etc.

Tudo isso acontece por meio do envio de mensagens de texto de até 160 caracteres em larga escala, onde quer que as pessoas se encontrem. Assim, o SMS é utilizado como ponto de contato com o cliente para ações como:

  • avisos e lembretes;
  • agendamentos;
  • remarcação e confirmação de horários na área de saúde;
  • marcação de reuniões;
  • confirmação de eventos;
  • comunicados internos;
  • campanhas de endomarketing;
  • pesquisas de satisfação.

E-mail

Alguns clientes preferem um contato indireto. Assim sendo, o velho e bom e-mail da marca deve estar sempre à disposição, ainda que o site ofereça um formulário padronizado.

WhatsApp

Recentemente, foi lançado o WhatsApp Business, que tem sua aplicação voltada para ações de marketing (aviso de novidades, promoções, mensagens personalizadas etc). A ferramenta também tem a finalidade de realizar a comunicação interna e responder dúvidas dos clientes.

Redes sociais

As redes sociais ganharam espaço e popularidade, tornando-se um importante canal de régua de relacionamento. Portanto, antes de mais nada, tenha perfis em redes sociais relevantes, como Facebook e Twitter.

Lembre-se de dar atenção especial a elas, mantendo-as sempre atualizadas e interagindo constantemente com seus seguidores.

Nos dias de hoje, há uma preocupação de que o atendimento seja menos robotizado. Assim, chamamos essa estratégia de human marketing (marketing humanizado) entre marcas e pessoas. Por isso, é fundamental dar atenção aos contatos realizados por meio das redes sociais.

Não se esqueça das mensagens enviadas de maneira privada e responda aos comentários de forma acertada.

Por exemplo, o Facebook já classifica empresas que dão respostas rápidas aos seus seguidores e informa, inclusive, qual o tempo médio que elas levam para responder as perguntas.

Aqui, é fundamental que você tenha apenas a quantidade de perfis que consegue administrar. Caso seu tempo seja escasso, considere contratar um profissional ou uma empresa especializada para realizar esse trabalho.

Como identificar os melhores pontos de contato para o seu negócio

Tendo em vista que a velocidade de informação no meio virtual é enorme, todo o conteúdo na web deve ter prioridade. Também convém não esquecer da relevância ainda maior da comunicação por telefone. Deixar de atender ligações é, no mínimo, abrir espaço para que o usuário procure o concorrente.

Entretanto, o mercado SMS traz uma solução eficiente porque atende a demanda das organizações de maneira muito rápida e precisa. Isso facilita o contato com os consumidores e agiliza processos que estreitam os relacionamentos, possibilitando uma experiência memorável para o cliente e, assim, aumentar as vendas.

Para deixar o cliente seguro e atendê-lo com qualidade, é necessário se preocupar em cobrir todas essas brechas. Tendo isso em vista, o seu público-alvo terá a certeza de um bom atendimento somente se você:

  • investir em tecnologia e treinamentos;
  • deixar o acesso rápido e fácil;
  • dispensar a burocracia ao máximo.

Por fim, usar de criatividade quanto à forma de pensar os pontos de contato com o cliente traz benefícios surpreendentes. Contudo, é fundamental entender que esses canais de comunicação não são apenas interações isoladas, mas um conjunto de experiências no relacionamento entre o usuário e a sua marca.

Se você gostou deste artigo e quer que seus amigos também fiquem por dentro do assunto, compartilhe-o agora mesmo em suas redes sociais!

Saiba tudo sobre a Black Friday 2018 e confira dicas de como aproveitar essa data!

O que é a Black Friday?

Com a chegada do mês de novembro, o comércio brasileiro começa a se preparar para uma das datas mais importantes quando o assunto são as vendas de fim de ano: a Black Friday. Criado pelo segmento de varejo nos Estados Unidos, o termo Black Friday é designado a data da 4ª sexta-feira de novembro (nesse ano será no dia 23) e trata-se de uma mega ação de vendas, tanto para liquidar os estoques com ofertas de mercadorias e também na oferta de serviços, sendo que em ambos os casos, os descontos chegam a até 70% do valor normal.

Para o varejo brasileiro é uma excelente oportunidade de antecipar as compras de fim de ano e aproveitar o primeiro pagamento do 13º salário. De acordo com o Ricardo Bove, diretor da BlackFriday.com.br e idealizadora do evento no Brasil, o Black Friday terá crescimento de 19% no faturamento em relação a 2017, devendo ultrapassar os R$ 2,5 bilhões.

Estratégia de Black Friday com SMS

Existem várias estratégias para aumentar o número de vendas no Black Friday com o uso de SMS na comunicação. Selecionamos algumas sugestões que podem influenciar nos resultados:

  • Cupons de Desconto
    • A marca pode facilitar a mensuração dos resultados da campanha, melhorando a experiência de seu cliente ao incluir um cupom de desconto oferecido em sua mensagem para a Black Friday.
    • Cupons recebidos no celular são utilizados 10x mais do que cupons tradicionais.
  • Validade nas Ofertas
    • A marca pode incentivar seus clientes a comprar ao colocar um prazo de validade no desconto divulgado em sua mensagem de Black Friday.
  • Segmentação
    • Com a segmentação é possível entender qual tipo de conteúdo pode trazer melhores resultados para uma campanha de Black Friday.
    • A marca pode enviar diversas campanhas de SMS aplicando o conceito de teste A/B para medir a performance das campanhas.

Porque usar SMS no Black Friday?

O SMS tem uma taxa de abertura de 98%, e já existem mais de 230 milhões de linhas de celulares ativas no país, ou seja, mais de 230 milhões de oportunidades de negócios e vendas, considerando que o SMS é um canal de comunicação direta entre uma empresa e os clientes.

Lembrando que o SMS precisa apenas da conexão com a operadora. Mesmo que o cliente não esteja conectado à internet, ele será impactado pela mensagem.

Seguem alguns benefícios ao usar o SMS:

  • Custo Atrativo
    • Custo menor do que anúncios em revistas, televisão e em telefonia.
  • Alta taxa de entrega
    • O SMS não precisa de internet para o cliente receber.
    • As operadoras possuem um prazo de até 24 horas para realizar a entrega do SMS, ou seja, se um primeiro envio não for efetivo, haverão outras tentativas de entrega.
  • Alta taxa de abertura
    • A taxa de leitura do SMS é de aproximadamente 98%, sendo que a maioria das mensagens são lidas nos primeiros 3 minutos, garantindo a efetividade da estratégia quando comparado ao e-mail que corresponde a uma taxa de abertura de apenas 15% a 20%.

Plataforma de TWW

Com a TWW é possível acompanhar as entregas de mensagens com diversos relatórios estatísticos e analíticos, tudo por meio da plataforma web.

Nossa promoção Black Friday

Entendendo as necessidades do mercado, antecipamos a Black Friday da TWW para auxiliar em sua estratégia de marca. Temos pacotes exclusivos para te ajudar na comunicação com seu cliente! Envie #TWWBF para 28908 e receba informações sobre promoções exclusivas.

Conheça 7 maneiras de melhorar o atendimento ao cliente

Melhorar o atendimento ao cliente é algo que todo profissional deve buscar, independentemente do ramo da empresa. Ter a qualidade na forma de atender requer treinamento e precisão no momento de transmitir ao público as respostas de todas as suas necessidades, com o objetivo de demonstrar credibilidade ao consumidor.

Como consequência dessa confiança, ele passará a comprar mais da empresa em que você presta serviço ou trabalha, além de aumentar o número de clientes por meio de indicações e recomendações dos que já tiveram uma experiência positiva em relação àquele negócio.

Foi pensando nisso que elaboramos este post, para que você entenda algumas maneiras muito eficientes de melhorar o atendimento ao cliente. Boa leitura!

1. Adote ferramentas para cultivar o melhor atendimento

Implantar ferramentas que permitam dinamizar o trabalho dos atendentes e reduzir o tempo de resposta ao consumidor é bastante necessário para impulsionar os resultados da empresa. Existem diversas opções de softwares para essa finalidade, como o SMS corporativo, que pode ser utilizado para o envio de lembretes, prazos e comunicados.

Além desse recurso, existe a tecnologia do sistema de CRM — gestão de relacionamento com o cliente —, uma plataforma bastante útil para manter o contato com o público por meio de e-mail marketing, anúncios de Facebook etc.

Utilizando essas ferramentas, é possível fazer a segmentação do público, ou seja, selecionar aquelas pessoas específicas por idade, sexo ou qualquer outro estilo para uma campanha mais eficiente.

2. Mantenha múltiplos canais de comunicação

Manter múltiplos canais de comunicação é uma tendência que vem se fortalecendo cada vez mais no mercado entre as empresas bem-sucedidas. A ideia consiste, basicamente, em diversificar os canais da empresa para que o consumidor possa escolher a maneira mais acessível para ele em um momento específico.

Um exemplo clássico é o fato de o cliente preferir digitar no celular do que falar ao telefone. Dessa forma, é essencial oferecer outras opções de atendimento, como o uso de aplicativos de mensagens, chatbot por SMS, formulário de contato no site, interação nas redes sociais, entre outros. Oferecer ao consumidor o poder de escolha representa autonomia, trazendo resultados significativos para o negócio.

3. Valorize e capacite sua equipe para transmitir confiança

O bom desempenho de toda a equipe depende do compromisso de cada um com as metas e objetivos do negócio. No entanto, a liderança pode fazer toda a diferença. É essencial promover reuniões informais para premiar os colaboradores que mais se destacaram por atingir os resultados, além de interagir com o grupo, elogiar publicamente sempre que alguém fizer por merecer e fazer críticas construtivas reservadamente. Todas essas estratégias podem reforçar o bom atendimento.

Além de valorizar, o treinamento é essencial para que haja qualidade na forma de atender, transmitindo confiança. É preciso conhecer bem as técnicas, aperfeiçoar e desenvolver habilidades visando servir com excelência. É importante, também, oferecer conteúdo motivacional aliado ao treinamento, com o objetivo de contar com atendentes motivados que trabalharão com mais espontaneidade.

4. Esteja atento ao feedback do cliente

Uma atitude que pode contribuir significativamente para as empresas melhorarem seus serviços de atendimento é ouvir o que o cliente tem a dizer sobre os serviços prestados. Na maioria das vezes, a opinião do comprador faz com que a organização possa repensar suas estratégias e consertar pequenas falhas que são perpetuadas caso não haja a interação.

No entanto, saiba que você não pode esperar que o cliente se manifeste por conta própria — pode até acontecer, mas é bem mais raro! Portanto, estude a possibilidade de fazer pesquisas de satisfação. Assim, você poderá utilizar as informações de contato registrados no banco de dados com o objetivo de realizar a ação por meio de telefone, e-mail e até pessoalmente, caso o cliente esteja na empresa por algum motivo.

5. Responda em tempo hábil

Se o consumidor estiver esperando por uma resposta que a empresa prometeu retornar, ou até mesmo o envio de algum material, tenha bastante cuidado para não deixá-lo esperando. Utilize ferramentas online para que haja o lembrete dos compromissos, para evitar com que eles sejam esquecidos. Tudo o que é prometido ao cliente deve ser cumprido, assegurando a credibilidade da empresa.

A interação nos canais de atendimento deve ser da mesma forma, principalmente porque o meio digital é mais dinâmico e exige atenção especial. Ou seja, não é certo deixar o cliente falando sozinho ou esperando por dias uma resposta. Caso faça comentários negativos ou críticas, é necessário agir com profissionalismo, cautela e ética.

6. Construa seu diferencial

É impossível praticar as mesmas ações e conseguir resultados diferenciados. Por essa razão, caso queira se destacar da concorrência, é necessário ir além do convencional e superar as expectativas do público no que se refere à excelência do atendimento.

Para que isso ocorra é preciso pensar em estratégias que serão capazes de fidelizar os principais clientes, além de conquistar novos compradores. Investir em produção de conteúdo para redes sociais, blogs e envio de SMS podem ser alternativas, além de criar campanhas com ofertas exclusivas e oferta de brindes.

7. Estabeleça métricas para avaliar o desempenho

O maior legado que a tecnologia trouxe para melhorar o atendimento ao cliente é o fato de poder medir os resultados de uma estratégia em tempo hábil para realizar alterações nas estratégias que não estão funcionando, além de entender o que de fato vem trazendo resultados.

Para que tenha um relatório completo da atual situação do atendimento, é importante que sejam estabelecidos parâmetros capazes de evitar falsas interpretações. A possibilidade de compreender exatamente os dados é o primeiro passo para construir e manter a reputação da empresa.

Conhecer bem o público e organizar uma base de contatos com todas as informações necessárias são capazes de promover ideias para manter o bom relacionamento, além de ampliar os canais de atendimento de acordo com as necessidades. A partir daí, basta gerenciar tudo da melhor forma possível, acompanhando de perto as tendências e inovações do mercado.

Ao ler este conteúdo, você pôde perceber que melhorar o atendimento ao cliente não é uma tarefa tão difícil quanto parece, além de ser fundamental para o crescimento da empresa e a sua credibilidade perante o mercado. Ao aplicar essas estratégias, o consumidor pode se tornar até mesmo um propagador de seu negócio, divulgando espontaneamente para pessoas do convívio.

A TWW utiliza dessas maneiras por acreditar que são essenciais para oferecer a melhor experiência ao cliente. Para que seus amigos também as conheçam, compartilhe o conteúdo em suas redes sociais. Afinal, conhecimento nunca é demais!