fbpx

Certamente você já deve ter sido impactado por alguma mensagem convidando a registrar o PIX. Pois é, a novidade está começando a fazer sucesso e promete revolucionar a forma como empreendimentos pagam e recebem. Isso porque, ao adotar o PIX na sua empresa, você estará barateando e simplificando os seus meios de pagamento. 

As transações duram menos de 10 segundos e podem ser feitas 24 horas por dia, nos sete dias da semana e durante o ano todo. Em outras palavras, é como se o pagamento fosse feito em dinheiro: rápido e prático. Espera-se que, a partir de 16 de novembro, a nova modalidade já apareça como opção de transferência nos aplicativos, ao lado do TED e do DOC. 

Quer entender mais sobre como adotar o PIX na sua empresa? Nesse post, explicaremos como cadastrar, quais são os diferenciais do novo meio de pagamento e as vantagens seu para negócio e para o seu cliente. 

Quais são os benefícios da modalidade para empresas?

O principal ponto positivo da modalidade será a redução de custos intermediários. Em outras palavras, com o PIX, sua empresa não precisa utilizar a maquininha de cartão de crédito/débito para receber seus pagamentos. Isso significa que você não pagará mais a taxa deste serviço e das bandeiras dos cartões utilizados, como Visa e Mastercard.

Sim, o PIX terá um custo para empresas mas a tendência é que ele seja menor do que as opções de pagamento atuais. As tarifas serão definidas pelas instituições financeiras e elas não irão interferir no valor. Há ainda a possibilidade de cobrança de uma taxa fixa por transação para receber ou fazer pagamentos. 

O recebimento de pagamentos instantâneos facilitará o fluxo de caixa do seu negócio. Além de dar maior praticidade aos seus clientes na hora de consumirem o seu produto. Afinal, na correria do dia a dia, quem não gosta de uma oportunidade de ganhar tempo? E, ainda mais importante, ao fazer um PIX na sua empresa, você também conseguirá pagar fornecedores, funcionários e até tarifas em poucos segundos.

Como cadastrar o PIX na sua empresa?

O processo de cadastro do PIX é o mesmo para pessoas físicas e jurídicas. Então, se você já registrou a modalidade para uso pessoal, não terá problema em disponibilizá-lo para sua empresa. Mas, vamos te ajudar com o passo a passo. 

Para começar, é preciso que a sua empresa tenha uma conta transacional (corrente, poupança ou pagamento) em um banco ou fintech. O registro é bem similar ao internet banking e acontecerá nos próprios canais da instituição financeira. Uma informação importante: para ter o PIX na sua empresa, não há restrições de tamanho do negócio. Ou seja, sua empresa pode ser de micro, pequeno ou grande porte e conseguir cadastrar a novidade. 

Será necessário obter uma chave PIX para usar a modalidade de pagamento. Essa chave é o endereço da sua conta e poderá ser: CNPJ, email, telefone ou uma chave numérica aleatória. Além disso, ela que será a responsável na hora de pagar um fornecedor ou receber uma transferência de um cliente. Basta digitá-la e a transação será feita entre os atores envolvidos.

Cada pessoa jurídica tem o direito de cadastrar até 20 chaves PIX. Mas, elas não poderão se repetir. Sendo assim, você pode cadastrar seu CNPJ, email ou telefone em 3 chaves diferentes na mesma instituição. Por exemplo, se você tem uma conta em um banco X, você compartilhará a chave cadastrada na instituição para seu cliente realizar a transação. Agora, se você tiver outra conta em um banco Y, você não poderá usar a mesma informação que utilizou para cadastrar sua chave no banco X.

Quando o PIX estiver liberado para uso, será possível fazer a portabilidade das chaves. Isso caso a sua empresa tenha necessidade de trocar a instituição financeira após o cadastramento. Um ponto de destaque é que, na hora de receber o PIX, seus clientes podem fazer a transação de múltiplas formas. Em suma, ele poderá ser recebido: por transferência, com as chaves PIX, por QR Code ou por NFC (tecnologia de pagamento por aproximação). 

Como assim QR Code?

Pois é, sua empresa poderá emitir QR Codes para receber pagamentos. Interessante, não é mesmo? A ideia é que esse processo seja bem simples, para facilitar a vida do empreendedor. 

Basta acessar o internet banking corporativo, entrar na área do PIX, clicar na opção “emissão de boleto” e escolher a opção desejada. Para disponibilizar ao seu cliente, você poderá imprimir o QR Code ou mostrar pelo seu celular. Você disponibiliza sua chave PIX para o cliente, informa o valor da venda e o cliente faz o pagamento. Essa opção, portanto, será mais utilizada no dia a dia do microempreendedor individual (MEI) e nas empresas de pequeno porte.

Caso negócios de maior porte queiram implementar o QR Code em suas transações, será necessário usar sistemas internos de gestão. O PIX será integrado a tais sistemas e qualquer procedimento relacionado a administração da empresa poderá utilizar a modalidade. A integração pode ser feita pela própria área de tecnologia da companhia. Eles terão uma espécie de manual para integração dos seus sistemas com o PIX.

Mas e a TED, a DOC e o boleto?

TED e DOC

Para ambas as opções, é preciso conhecer todos os dados do recebedor (banco, conta, CNPJ, entre outros). O valor terá que ser transferido entre 6h e 17h30 senão cairá somente no outro dia. Ainda mais, com a TED apenas transações acima de R$5.000 são aceitas. Já com a DOC, o valor máximo de transferência é de R$4.999,99. 

Boleto

Em comparação ao QR Code, os boletos se apresentam como uma forma menos prática de pagamento. Sim, o formato de leitura é parecido. Porém, ele só é disponibilizado em dias úteis. E, para quem recebe, o valor só cai no dia útil após o boleto ser pago. 

Além dessas questões, nenhuma das alternativas de pagamento emite um aviso para informar que a transação foi feita. Já o PIX informa, tanto pagador quanto recebedor, sobre a transferência. Sendo assim, ao adotar o PIX, é interessante que a sua empresa se preocupe em informar quando a transação foi bem sucedida. Uma forma eficaz de realizar a tarefa é pelo envio de um SMS. Com nossas soluções, você pode personalizar o envio dessa mensagem e fortalecer o relacionamento com seus clientes ou funcionários. 

Frases como “Me paga por PIX” serão cada vez mais comuns no cotidiano e é preciso que sua empresa esteja preparada. Para isso, conte com as ferramentas certas para facilitar seus processos. 

Na TWW, contabilizamos anos de experiência auxiliando empresas a atingirem seus objetivos. Fale com nossos especialistas e entenda como nossos serviços podem ajudar você a disponibilizar o PIX na sua empresa de forma segura, transparente e personalizada. Tanto para seus clientes quanto para seus funcionários ou fornecedores.

Escreva um comentário